Está aqui

Opinião

Sim, é possível fazer mais por Mourão

Por variadíssimas vezes, tenho reiterado a importância da atração de investimento para o interior, nomeadamente para o meu concelho – Mourão, uma vez que considero que será este caminho o responsável pela criação de emprego, fixação e atração de pessoas para a nossa terra. No essencial, criar riqueza.

Para contextualizar esta matéria de captação de investimento, dou alguns exemplos de investimentos que têm sido feitos e que estão a ser feitos por todo o interior do país:

Meritocracia paga?

Esta semana o CDS apresentou uma proposta para o preenchimento das vagas que porventura restem após a realização do concurso de acesso ao ensino superior.

Segundo os centristas, a solução passaria por pagar o acesso ao ensino superior o que, resumindo, consiste em comprar uma vaga.

Aqui temos mais uma prova do elitismo centrista em que, apenas quem tenha dinheiro, poderá ter uma segunda oportunidade de acesso ao ensino superior.

O homem a quem todos os cães mordiam 

Tinha nome de gato, Felix. Ainda hoje não se sabe ao certo mas talvez fosse por isso que todos os cães o mordiam. Cada vez que passava perto de um cão não se escapava sem levar uma ferroada do canino, fosse qual fosse a raça. Dias havia em que até os pincher o atacavam. Outro dia, um pachorrento de um cão que dormia o sono dos justos agarrou-se-lhe à pele de forma tal que lhe deixou marcada a forma dos dentes e vai ficar cicatriz.

Os Donos Disto Tudo

Eles instalaram-se no Estado, controlam o aparelho, manipulam o sistema, e destroem a democracia. São arrogantes porque são poderosos. Vivem no Estado e do Estado há anos, há décadas, a vida inteira, alguns há várias gerações.

São avaliados, escrutinados e criticados, mas riem-se de tudo isso, porque lhes é inconsequente. O poder pertence-lhes porque o povo, manso, obediente, intelectualmente preguiçoso, prefere o conforto do Estado paternalista à responsabilidade trabalhosa de pegar na Liberdade com as duas mãos.

Novo Primeiro-Ministro, mesmo Brexit?

Esta semana Boris Johnson sucede a Theresa May na liderança do Partido Conservador no Reino Unido tendo sido nomeado Primeiro-Ministro.

O que muitos anteviam e receavam acabou por suceder. No Reino Unido, temos agora um Governo totalmente constituído por ministros defensores do Brexit.

Com esta alteração governamental, a União Europeia já veio dizer que não irá fazer qualquer alteração ao documento já discutido com Theresa May (e já chumbado três vezes pelo Parlamento britânico).

Citadel - a 2ª canção da indiscutível obra-prima dos Rolling Stones

Citadel - 2ª canção do lado A de Their Satanic Majesties Request, a indiscutível obra-prima dos Stones

Casca de Limão

O local onde se passa a nossa crónica de hoje é um pântano, onde em vez de água pútrida, havia sumo de limão apenas. Incrível, não é? A possibilidade de tal acontecer, de tão remota, deixava todos boquiabertos. O motivo de aquilo ocorrer era um mistério, porque tão perto não havia qualquer sinal de limoeiros nem limões.

Duas sombras e uma ideia

Tales foi um filósofo, político, comerciante, matemático e astrónomo grego, nascido na mais importante cidade da Jónia, Mileto. Não havendo consenso relativamente ao período exacto em que Tales viveu, estima-se que terá sido entre 624 a.C. e 547 a.C., tendo como referência um marco da sua cronologia, a previsão que Tales fez do eclipse solar de 28 de Maio de 585 a.C..

As alterações climáticas já não se evitam...

Durante muitos anos, com particular incidência nos últimos dez, ouvimos falar que as Alterações Climáticas iriam mudar, substancialmente, a nossa forma de vida, condicionando a atividade económica com as limitações impostas por uma inevitabilidade que será sentida, não daqui 40 ou 50 anos, mas a breve trecho, de forma efetiva (e da qual já temos sinais no presente).

E o pesadelo regressa...

O regresso do Verão trouxe consigo ventos fortes e altas temperaturas. Trouxe portanto condições propícias a propagação de incêndios.

Num só dia e num curto espaço de minutos, o concelho de Mação viu serem deflagrados cinco incêndios.

Felizmente, à hora a que esta crónica se encontra a ser escrita os incêndios foram extintos e encontram-se nesta altura em fase de rescaldo.

Uma vez mais se fala em fogo posto e em investigações (sem falar dos oportunismos políticos levados a cabo por partidos e comunicação social).

Páginas