Política Nacional

EDIA aumenta capital social em 7,7 milhões de euros

A EDIA, Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, fez novo aumento de capital social em 7,7 milhões de euros, através da subscrição do Estado. A ação decorreu em duas fases, uma em março e agora em agosto, com a emissão de 673.928 novas ações e 866 mil novas ações, respetivamente.

As novas ações da EDIA foram subscritas pelo Estado português a cinco euros por ação e que significam um aumento de capital de cerca de 7,7 milhões de euros.

Portugal no pelotão da frente na execução de fundos comunitários

Portugal é o sexto país europeu com melhor taxa de execução dos fundos comunitários, segundo o jornal ECO.

O país já executou 49% dos 25,85 mil milhões de euros do Portugal 2020, uma posição que ocupa em ex-aequo com França que tem um pacote ligeiramente superior (27,53 mil milhões).

CP quer levar comboio Intercidades a Elvas

A Comboios de Portugal – CP pretende expandir o serviço Intercidades, levando o comboio de longo curso à cidade alentejana de Elvas e às cidades algarvias de Lagos e de Vila Real de Santo António, avançou a empresa ao Jornal de Notícias.

E@D - Uma equação onde falta o verbo aprender

O E@D tão constantemente mencionado e discutido nestes difíceis tempos ganhou por estes dias um enorme destaque em função dos momentos de pandemia que temos vivido mas, na verdade, está regulado já há algum tempo através da Portaria n.º 359/2019 de 8 de outubro.

Resolução do surto em Reguengos de Monsaraz satisfaz União das IPSS de Évora

A União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social (UDIPSS) de Évora revelou-se satisfeita com o anúncio da Autoridade de Saúde Pública sobre a instauração de um inquérito sobre o surto de covid-19 num lar em Reguengos de Monsaraz.

Em comunicado citado pela Lusa, a UDIPSS refere que o anúncio feito pela Autoridade de Saúde Pública no sábado, sobre a “total resolução” do surto que eclodiu na Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) da sua associada Fundação Maria Inácia Vogado Perdigão Silva (FMIVPS), a “enche de satisfação”.

Chega! ... de fake news

Ao entrar num dos vários grupos de apoio a André Ventura, surge destacada uma publicação onde se lê “Se Portugal fosse um país racista, como é que seria possível a eleição do primeiro ministro?”. Em resposta um utilizador escreve “O indiano não ganhou as primeiras eleições em que foi primeiro ministro ele e os outros crápulas, arranjaram a tal geringonça para correr com o coelho...”. O grupo em causa tem aproximadamente 17 mil membros. Mesmo admitindo que uma cota parte são mirones como eu própria, é um número que assusta e que tudo indica que vai crescer nos próximos tempos.

Aljustrel com propostas para o Plano de Recuperação Económica

Face à crise económica provocada pelas medidas de combate à pandemia, a Câmara de Aljustrel não quis deixar de mostrar a sua opinião e já entregou os seus contributos para o Plano de Ação no âmbito da estratégia para o Plano de Recuperação Económica de Portugal (PREP) 2020-2030.

A ser delineado por António Costa da Silva, a pedido do Governo, este plano pode agora contar com as sugestões realizadas pela autarquia de Nélson Brito, e que defendeu, entres outras obras para o concelho de Aljustrel, a construção da variante de Aljustrel.

Alqueva: CDS questiona gestão e compatibilização da água

A deputada do CDS-PP Cecília Meireles questionou a ministra da Agricultura de modo a que lhe fosse dado a conhecer em que ponto está a aplicação das recomendações feitas na Resolução da Assembleia da República n.º 15/2019, de 5 de fevereiro.

Esta resolução recomenda a realização de um estudo sobre a melhor forma de gestão e compatibilização dos diversos usos da água na região de Alqueva e em que o CDS quis antecipar cenários de conflito em caso de escassez de água, o que se antevê cada vez mais frequente num quadro de alterações climáticas evidentes.

Entrada em museus e monumentos alentejanos com descontos

Até 30 de setembro, está em vigor um novo programa de descontos no acesso a museus, palácios, monumentos e sítios arqueológicos nacionais na região do Alentejo.

Resultante de um protocolo assinado entre a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e as Direções Regionais de Cultura (DRC), o programa permite visitar todos os monumentos e museus sob a dependência destas entidades, com condições especiais.

PS recomenda adaptação de prazos para regime de habitação dos trabalhadores do Mira

O Partido Socialista (PS) recomendou ao Governo a alteração da resolução que estipula as condições de habitabilidade dos trabalhadores agrícolas do Mira, para que seja garantida “a salvaguarda das regras da DGS [Direção-Geral da Saúde] até finalização do período de instalação das soluções transitórias” de habitação dos trabalhadores.

Páginas