Está aqui

Opinião

Não quero mas vou à mesma

Ao longo desta semana temos ouvido Rui Rio afirmar que não queria assumir a função de deputado mas mesmo assim aceitou concorrer pelo círculo eleitoral do Porto, ficando em segundo na lista do PSD para aquele distrito.

Dos seus argumentos destacam-se os que apontam para o cargo em si, dando a entender que será um lugar de pouca importância no panorama nacional.

E é ou não é?

É! Talvez seja, mas se não for, também existe a hipótese de que seria.... eventualmente, dependendo do empenho dos especialistas e dos estudantes. Vários estudos patrocinados por várias entidades tentaram verificar se era ou não era e onde colocar o indivíduo que se chamava Eduardo, mas por razões de privacidade chamar-lhe-emos indivíduo E.

Cartéis: os inimigos do mercado

Quando pensamos em inimigos do mercado, os nomes que nos vêm à cabeça são normalmente comunismo e socialismo, aqueles que historicamente, de forma assumida, frontal, e muitas vezes corajosa, declararam não acreditar neste modelo de organização da economia, e nos modelos de organização da sociedade que lhe estão associados. Mas o mercado português tem hoje mais um inimigo com que se preocupar: aquele que apregoa aos quatro ventos as virtudes da economia concorrencial e pratica depois o inverso do seu simétrico, o cartel.

Um novo ano, o mesmo problema

Esta semana saíram as colocações no Ensino Superior. Com o conhecimento da Universidade em que ingressaram, muitos estudantes enfrentam agora o desafio de encontrar um quarto ou uma casa na cidade em que ficaram colocados.

Com o elevado preço das rendas e as escassas condições oferecidas a escolha fica ainda mais difícil para estes estudantes e para os seus mais que, em grande parte dos casos, são os responsáveis pelo suporte destas despesas.

Em cidades como Lisboa, chegam-se a pedir 500 euros por um T0.

Woodstock – efectivamente!

Não é fácil homenagear o que não se viveu, sendo que a especificidade da experiência in loco é, segundo dizem, parte ineludível do processo.

D de Dor

Tantas palavras há para falar entre aquelas que começam pela letra D. Optei por começar a escrever sobre algo que todos nós, algum dia já sentimos – dor. Seja ela física, emocional, racional, irracional. A dor é comum a todos nós e em tantas situações devastadora. Dói quando falamos de dor. Dói quando nos sentimos sós ou quando alguém, através de qualquer palavra, começada por qualquer letra nos trespassa o coração sem qualquer piedade.

Descentralização aos Solavancos

Esta semana decorreu a primeira reunião da Comissão de Acompanhamento da Descentralização.

A realização da iniciativa foi importante, mas peca claramente por tardia. Devia ter arrancado há um ano e só começou agora. Devia ter arrancado com o início do processo de transferência de competências para as autarquias e não um ano depois. Ainda assim, ainda bem que arrancou.

Muito se lutou para que esta Comissão existisse. Primeiro, que fosse formalmente criada na Lei. Segundo, que fosse criada na prática.

Algumas razões para a necessidade da existência desta Comissão:

Lebombo, Ishango, Humanidade e Matemática

A origem do pensamento matemático remonta ao Paleolítico. Sendo este um período em que a vida do Homem assentava na economia recolectora e nomadismo, as exigências à capacidade intelectual do Homem eram reduzidas, crendo-se que o sentido de número dos homens do Paleolítico seria mais qualitativo que quantitativo.

Tarantino 60’s # 1: Afinal, a coisa foi até ao fim ou ficou-se por meias-tintas?

Bob & Carol & Ted & Alice, a obra mais famosa de Paul Mazursky, produzida nos idos de 1969, marcou uma época.

Páginas