29 Junho 2019      12:03

Está aqui

Unidades de investigação da Universidade de Évora com nota máxima

O MED - Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento e o Laboratório HERCULES – Herança Cultural, Estudos e Salvaguarda vão receber um financiamento de aproximadamente 5 M€ para os próximos cinco anos para implementar os seus programas de investigação, nas áreas dos Estudos Mediterrânicos e das Ciências do Património, ao obterem nota máxima da Avaliação das Unidades de I&D da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Na avaliação do MED é valorizada “a reflexão altamente sofisticada do conceito “Mediterrâneo” e a forte ligação entre a investigação e a prática, respondendo a questões formuladas por agricultores e empresas agro-alimentares. É nesta perspetiva que o Painel de avaliação desafia o MED a consolidar-se como uma referência nacional e internacional no campo da interface entre Sociedade e Ciência, no âmbito dos Estudos Mediterrânicos.

Com mais de 180 investigadores, o MED é uma Unidade recém-formada dedicada à Agricultura e ao Ambiente no Mediterrâneo que resulta da fusão entre o ICAAM (Universidade de Évora), Cebal (Beja), Cibio - Pólo de Évora e MeditBio (Universidade do Algarve). Será a única unidade de investigação na integração entre agricultura, alimentação, desenvolvimento rural e ambiente no Sul do País, reforçando-se a capacidade de produzir conhecimento integrado, com maior impacte societal.

Com apenas uma década e mais de 60 investigadores em atividade, o HERCULES manteve a classificação de “Excelente” tendo sido considerado pelo Painel de Avaliação como “uma infraestrutura de investigação única em Portugal e um marco na Europa”.

 
Imagem de capa de D. R.
 
Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão
 
 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.