Está aqui

Universidade de Évora

Jacinto-de-água fez desaparecer fauna aquática nativa em Mora

O jacinto-de-água (Eichornia crassipes), espécie exótica invasora, originário das regiões quentes da América do Sul levou já ao “desaparecimento da fauna aquática nativa” no Açude do Furadouro, Ribeira da Raia em Mora, bem no centro do Alentejo.
 

João Galamba e Carlos Martins em Évora pela neutralidade carbónica

Amanhã, sexta-feira, 15 de fevereiro, os secretários de Estado João Galamba e Carlos Martins, Energia e Ambiente respetivamente, vão estar em Évora para a apresentação do Roteiro para a Neutralidade Carbónica e Plano Nacional de Energia e Clima. A sessão decorre a partir das 10h30, no Auditório da Universidade de Évora.

 

Universidade de Évora com mais investigadores premiados

Foram mais dois os docentes da Universidade de Évora que veem reconhecido o seu trabalho com distinções.

Desta vez são dois docentes do Departamento de Sociologia da Escola de Ciências Sociais (ECS) e investigadores do Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade de Évora – CICS.NOVA.UÉvora, Carlos da Silva e José Saragoça, que receberam a menção honrosa do Prémio António Dornelas 2018.

Investigadora da Universidade de Évora vence o Prémio Nacional de Demografia

Mais uma distinção para uma investigadora da Universidade de Évora. Desta vez foi Andreia Maciel, investigadora do Laboratório de Demografia do CIDEHUS - Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora que foi distinguida ontem, 31 de janeiro, com o Prémio Nacional de Demografia Mário Leston Bandeira.

Universidade chinesa instala centro do Instituto Confúcio em Évora

A Universidade de Guangxi, da região autónoma do sul da China, vai instalar um centro do Instituto Confúcio em Évora, através de um acordo de cooperação existente entre aquela academia chinesa e a Universidade de Évora.

Este centro vai implementar os programas de ensino da língua (mandarim) e da cultura chinesa naquela cidade alentejana.

O ensino dos 6 níveis oficiais de língua vai ser feito por professores chineses certificados e selecionados pela academia chinesa, e tem carácter formal e reconhecido no mundo.

 

Já viu este sinal? É único no país e está em Évora

O sinal de perigo com um sapo na estrada que liga a A6 a Évora não é indiferente a ninguém, e está ali desde julho de 2018.

Já se viram sinais semelhantes com veados ou touros, como escreve a jornalista Céu Neves, na edição de ontem do DN, mas sapos é a primeira vez e, pelos vistos, a única. E nem sequer está ainda regulamentada, tal como outro sinal de trânsito tão exclusivo como o do sapo, um que tem um lince.

Manuel Ferreira Patrício entra para a Academia Portuguesa da História

A Academia Portuguesa da História,  fundada em 1720 por João V e restaurada em 1936, é atualmente presidida pela historiadora Manuela Mendonça e vai receber esta semana 12 novos membros, onde se inclui o Professor Universitário Manuel Ferreira Patrício.

Balanço 2018: Investigadores de Évora entre os mais citados do mundo

Os investigadores da Universidade de Évora, Miguel Araújo e Pedro Areias, estão entre os quinze cientistas portugueses que integram a lista dos investigadores com publicações científicas de maior impacto mundial da “2018 Highly Cited Researchers”.

Na categoria Cross-Field os artigos Pedro Areias foram citados, respetivamente 2763 vezes e na área Ambiente/Ecologia 23909 vezes,

Miguel Araújo está mesmo entre os 4058 cientistas mais citados ao nível mundial, em 21 diferentes áreas científicas.

Alentejanos integram estudo sobre o insucesso a Matemática

O Ministério da Educação criou uma “task force” coordenada pelo matemático Jaime Carvalho e Silva, professor na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, e que analisará as duas últimas décadas de ensino da Matemática nas escolas básicas e secundárias para posteriormente fazer recomendações ao governo.

Três mil euros em prémios em concurso de fotografia da Universidade de Évora

As Alterações Climáticas são o tema que propõe a Universidade de Évora para o concurso de fotografia, cujas inscrições decorrem até 31 de janeiro de 2019. PHENOMENA remete para o olhar sobre os fenómenos ambientais extremos que nos interpelam cada vez mais.

Páginas