Está aqui

Évora

O futuro pode trazer uma Plataforma Aeroespacial Andaluzia-Alentejo 

O Alentejo e a Andaluzia espanhola são duas das regiões europeias com mais baixa densidade populacional e uma iniciativa transfronteiriça pode agora criar um "Silicon Valley ibérico" e tornar as regiões uma referência tecnológica na União Europeia (UE).

Évora atinge número máximo de estudantes internacionais

A Universidade de Évora (UÉ) ocupou 100% das vagas na 1.ª fase do concurso especial de acesso para estudantes internacionais, nos cursos de Licenciatura e Mestrado Integrado.

Para já, ascende a 365 o número de novos estudantes estrangeiros nos cursos de licenciatura e mestrado integrado a iniciar a sua formação académica na UÉ já em setembro, verificando-se que o número de candidatos foi, este ano, três vezes superior ao número de vagas disponíveis.

CP ainda não encomendou novos comboios para linhas regionais

A CP foi autorizada a comprar 22 novos comboios para o serviço regional em setembro de 2018, contudo, o novo material circulante ainda não foi encomendado, esperando-se que as 22 unidades apenas cheguem no final de 2024.

De acordo com o Dinheiro Vivo, a primeira aquisição de novos comboios está parada no Tribunal de Contas (TdC), que aguarda mais esclarecimentos da empresa pública ferroviária.

Os moinhos do Degebe vão à cidade!

Os moinhos do Degebe vão à cidade! Trata-se da exposição “Moinhos do Rio Degebe – História e Memórias”, e que está patente ao público na Praça do Sertório, em Évora,  até 6 de junho.

Esta exposição foi realizada no âmbito do Projeto n.º 251 “Os Moinhos do Rio Degebe: contributos para salvaguarda da sua memória”, um projeto financiado pelo Programa do Orçamento Participativo de 2017, implementado pela Direção Regional de Cultura do Alentejo e executado em parceria com o CIDEHUS - Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades, da Universidade de Évora.

Procura de terrenos mais do que duplicou em Beja e Portalegre

A pandemia de covid-19 fez aumentar o interesse dos portugueses na compra de terrenos urbanos e rústicos para construção de casa, tendo esta procura aumentado, desde março de 2020 até março de 2021, 135% em Beja e 113% em Portalegre, de acordo com um estudo divulgado pelo portal Idealista.

Radares da PSP em maio no Alentejo

A PSP informa que, até final do mês de maio, irá efetuar ações de fiscalização rodoviária através de radares de controlo de velocidade nos seguintes locais:

 

BEJA

04/mai/21 09H00 Rua Manuel Joaquim Delgado – Beja

12/mai/21 09H00 Av. Salgueiro Maia – Beja

19/mai/21 09H00 Rua Francisco Miguel Duarte – Beja

25/mai/21 09H00 Rua Zeca Afonso – Beja

 

ÉVORA

10/mai/21 09H00 EN 114 – Av. Túlio Espanca ( Montemor-Évora ) – Évora

12/mai/21 10H00 EN 18 ao Gil – Estremoz

Aprender com a COVID?

Crónica eutópica #3 de Fernando Moital

Há um ano que andamos nisto: põe máscara, lava as mãos, fica em casa, queda-te distante dos outros…”congela”! Entendo bem estas regras e tento cumpri-las. Mas todas elas trazem alguma infelicidade porque nos condicionam bastante o nosso quotidiano. E se aprendêssemos alguma coisa com o “bicho”? E se, combatendo o “bicho”, vivêssemos melhor a vida? Vou dar dois exemplos.

A Escola Horta das Figueiras em Évora está equipada com um sensor de dióxido de carbono (CO2) em cada sala. Conhecer os valores de CO2 é importante.

Vamos dar umas tampas à GNR?

A iniciativa é da Guarda Nacional Republicana de Évora que, de modo a auxiliar a filha de um membro deste destacamento criou uma recolha de tampinhas, caricas e cápsulas de café.

O objetivo é conseguir o financiamento para que a família possa realizar sessões de fisioterapia intensiva com a criança, em Braga, e que são essenciais para melhorar a sua qualidade de vida.

Música quente, vinho e tapas no Convento do Espinheiro, em Évora

O luxuoso Convento do Espinheiro em Évora prepara-se para celebrar a primavera, o desconfinamento e a cultura com música, no Concerto da Rua das Pretas, a 8 de maio de 2021.
 

Procura imobiliária aumentou no Alentejo no início do ano

Entre janeiro e março de 2021, a atividade imobiliária disparou na região interior de Portugal, com a procura de moradias, terrenos, quintas e herdades a aumentar, anunciou a plataforma Imovirtual, citada pelo Jornal Económico.

Em comunicado, a plataforma imobiliária sublinha que a procura por este tipo de produtos imobiliários destacou-se nas regiões de Beja, Bragança, Braga, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Santarém e Vila Real.

Páginas