7 Agosto 2019      17:26

Está aqui

Homenagem aos povos indígenas marca Festival Internacional de Cinema em Marvão

Começa no próximo sábado a sétima edição do “Periferias – o Festival Internacional de Cinema de Marvão e Valência de Alcântara”.

Com um vasto programa, o festival luso-espanhol de cinema vai deambular pelas terras raianas de ambos os lados da fronteira - Marvão, Santo António da Areias, Valência de Alcântara, Beirã, La Fontañera, Castelo de Vide, Cedillo, Ammaia e Galegos - até 18 de agosto, com um programa que, além de muito cinema independente ao ar-livre, conta também com música, exposições e debates.

A organização estima que a edição do ano passado tenha chegado a cerca de 4500 pessoas, sendo que o festival tem também uma intenção e função educadora, uma vez que faz por gerar gerar reflexão e consciência critica sobre os temas de cada filme. O mote para este ano serão os Direitos Humanos, o Ambiente e Arte, sendo dedicada aos povos indígenas.

Sábado, às 21h30, no Castelo de Marvão, o festival terá início a projeção de “A Chuva é Cantoria na Terra dos Mortos”, de realizador João Salaviza, filmado no Brasil com o povo indígena Krahô, e que estreou no Festival de Cannes em 2018, vencendo o Prémio Especial do Júri. Esta projeção contará com a presença do realizador.

Pode consultar o programa completo em periferiasfestival.com.

 

Imagens de periferiasfestival.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.