Está aqui

Cultura

O conto de um sapato que fugiu...

O conto de um sapato

que fugiu

do

dono

a sete

pés

e perdeu o

irmão gémeo

Sabia que a primeira reunião dos capitães de abril decorreu no Alentejo?

A primeira reunião dos capitães de abril decorreu a 9 de setembro de 1973 no Monte do Sobral em Alcáçovas / concelho de Viana do Alentejo

No dia 9 de setembro de 1973, há precisamente 48 anos, decorreu a primeira reunião que juntou os capitães de abril.

Segundo relatos dos seus principais intervenientes, o ponto de encontro ocorreu nos jardins do Templo de Diana, em Évora, mas porque o local era demasiado visível, deslocaram-se para o Monte Sobral, uma quinta de Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo.

Proteção e a valorização do barranquenho aprovada por unanimidade na AR

O plenário da Assembleia da República (AR) aprovou, ontem, por unanimidade, as propostas do PS e do PCP para o reconhecimento e proteção do barranquenho e de toda a sua identidade cultural.

Este dialeto raiano - muito marcado e influenciado pela língua espanhola - típico do concelho de Barrancos, vê agora aberto o caminho para que seja protegido e valorizado como a marca cultural única e uma característica intrínseca do povo barranquenho, podendo agora passar a ser reconhecido como língua oficial.

Tapeçarias de Portalegre expostas em Lisboa

Várias tapeçarias de Portalegre estarão expostas na LAAF Lisbon Art & Antiques Fair, na Cordoaria Nacional, de 11 a 19 de setembro.

Peças de Vieira da Silva, Joana Vasconcelos, José de Guimarães, Eduardo Nery e Costa Pinheiro são algumas das obras alentejanas expostas, num evento que conta com a curadoria de Pedro Jaime Vasconcelos.

 

Imagem do Facebook da Manufatura de Tapeçarias de Portalegre

Feitiço d´A Bruxa enche Évora com teatro

Setembro e outubro serão meses de muita atividade na áreas do teatro, em Évora, numa vasta programação promovida pela  “A Bruxa - teatro”.

Dia 18 de setembro às 21h30, no Espaço Celeiros, na Rua do Eborim, tem lugar  PELE, um espetáculo do Teatro As Avozinhas e Ricardo Guerreiro Campos, e, a 23 e 24 de setembro, pelas 21h30, no mesmo espaço, apresenta o espetáculo Nu Geral de Maria Vilalobos.

A importância dos 542 anos Tratado das Alcáçovas

O Tratado das Alcáçovas é provavelmente o primeiro tratado de paz escrito em toda a Humanidade. Não só tem essa relevância histórica, como é um dos primeiros documentos promotor da globalização.

Temos a sorte de ter sido celebrado em Alcáçovas. Esse grande acontecimento com data de 4 de setembro de 1479, está umbilicalmente ligado às epopeias dos descobrimentos, e merece ser bem tratado. Merece relevância nacional e internacional, ao mesmo nível que, há muito tem, o Tratado de Tordesilhas.

Descoberta estátua-menir da Idade do Bronze em Arronches

Foi descoberta em Arronches uma nova peça arqueológica: uma estátua-menir.

Sendo a descoberta recente e carecendo novas análises, de momento, julga-se que pertencerá à Idade do Bronze.

Segundo a autarquia, esta estátua-menir antropomórfica, foi encontrado no Monte do Rebôlo, e os proprietário quiseram doar a peça à autarquia.

No concelho de Arronches têm sido descobertos valiosos artefactos com milhares de anos e esta descoberta deixou a autarquia contente pois pode trazer ainda mais notoriedade para o concelho.

 

Litoral alentejano com um setembro cheio de teatro

O mês de setembro promete com a programação preparada pelo Litoral EmCena.

De 7 a 24 de setembro, no Litoral Alentejano, serão realizadas 11 apresentações ao todo, com sessões em sala e ao ar livre, com 3 companhias de teatro:  Teatro Só, Gato SA e com a estreia de uma companhia alemã  Bodecker & Neander Cª em Portugal.

Restauro da Fortaleza de Juromenha: auto de consignação assinado a 1 de setembro

O auto de consignação da empreitada de consolidação e restauro dos paramentos do perímetro abaluartado exterior e cerca islâmica e medieval interior da Fortaleza de Juromenha será assinado a 1 de setembro, na Igreja Matriz de Juromenha, no concelho de Alandroal, na presença do Presidente da CCDR do Alentejo, António Ceia da Silva, e da Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, além do presidente da Câmara do Alandroal, João Grilo e dos responsáveis pela obra.

Castro Verde recebe Festival Internacional “Sete Sóis Sete Luas”

Castro Verde acolhe o reconhecido Festival Sete Sóis Sete Luas de 3 a 5 de setembro.

O festival - criado em 1993 - é promovido por uma Rede Cultural de 30 cidades de 10 Países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia. Conta com o apoio e colaboração do Município de Castro Verde e da Direção Geral das Artes.

Música, circo aéreo e street art são algumas das atividades mais marcantes desta 29ª edição “entre o sonho e a realidade; a ilusão e a verdade”.

Páginas