5 Junho 2020      14:13

Está aqui

Lagoa de Santo André foi aberta ao mar

A abertura da Lagoa de Santo André ao mar realizou-se ontem, dia 4 de junho, este ano sem a multidão que se junta nas margens do canal para não perder este espetáculo da natureza. As restrições impostas pelo Estado de Emergência, devido à Covid-19, assim o determinam.

A abertura da Lagoa estava programada para meados de março, mas a situação de Estado de Emergência devido à pandemia por Covid-19 levou ao seu adiamento para o início de abril. A APA entidade responsável pela abertura da Lagoa, pediu o parecer vinculativo ao Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF), que emitiu um parecer desfavorável, evocando que a abertura da Lagoa neste período iria afetar a nidificação de uma espécie de aves.

Perante essa possibilidade, a Câmara Municipal de Santiago do Cacém fez chegar as suas preocupações ao Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território e à APA para que esta decisão fosse reconsiderada, o que veio a acontecer. Também a população manifestou a sua preensão tendo sido lançada uma petição para que Lagoa de Santo André fosse aberta, este ano, ao mar.

Este é um procedimento fundamental do ponto de vista ambiental para a renovação do sistema lagunar de extrema importância para o habitat das várias espécies que aqui vivem, desde os peixes às aves migratórias.

A Lagoa de Santo André é também importante para a comunidade piscatória e toda a atividade económica que resulta da pesca, como a da restauração, estendendo-se ainda às pessoas que frequentam a Lagoa. Desta forma é necessário encontrar o equilíbrio que garanta a preservação da avifauna e do meio ambiente da Reserva Natural e as pessoas que necessitam da Lagoa.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.