23 Novembro 2020      11:58

Está aqui

CEBAL promove Roadshow Tecnológico Nacional em defesa do cardo

O CEBAL — Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-alimentar do Alentejo, em colaboração com o Instituto Politécnico de Beja e a Universidade de Évora, vão promover um Roadshow Tecnológico Nacional intitulado “Valorização Integrada do Cardo” cuja primeira sessão tem lugar no dia 25 de novembro, a partir das 9h30, em formato digital.

De acordo com o portal Agricultura e Mar, esta iniciativa faz parte de um novo projeto de transferência de tecnologia focado na valorização do cardo, intitulado “CynaraTeC”, que visa posicionar este recurso endógeno como uma cultura de relevância, integrando os conhecimentos gerados de forma a potenciar o setor agrícola e a indústria, nomeadamente alimentar e farmacêutica.

O CynaraTeC surgiu como uma aposta potenciadora do cardo, como cultura industrial sustentável, com impacto na economia regional. Recorde-se que o cardo é um recurso endógeno cuja flor é utilizada na produção de queijos tradicionais.

Note-se ainda que o conhecimento científico atual mostra a multifuncionalidade da planta do cardo, não só pela produção de flor (produção de queijo), como também como fonte de bioingredientes de interesse para as indústrias alimentar e farmacêutica. Adicionalmente, é também fonte de biomassa para diferentes aplicações industriais.

De forma a promover esta transferência, o projeto CynaraTec terá um Roadshow Tecnológico, com seis sessões em regiões de produção de queijo DOP: Azeitão, Serpa, Évora, Portalegre, Castelo Branco e Serra da Estrela.

A primeira sessão, designada “Valorização Integrada do Cardo – DOP Azeitão em análise”, vai ocorrer no dia 25 de novembro, entre as 9h30 e as 12h00, em formato online via videoconferência Zoom.

O Queijo DOP Azeitão vai estar em análise nesta primeira sessão, que irá ainda unir queijarias, produtores e indústrias do distrito de Setúbal com interesse no cardo para um debate de ideias. Outros temas a abordar nesta sessão incluem o passado, presente e futuro da utilização do cardo no fabrico de queijo, assim como os fatores importantes na conservação da flor de cardo.

A sessão contará ainda com as intervenções de Pedro Louro do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e de Fátima Poças e Cristina Mena, da Escola Superior de Biotecnologia, da Universidade Católica Portuguesa (UCP). A dinamização de uma mesa redonda entre todos os participantes que será o remate para a troca de ideias ficará a cargo da Associação Regional de Criadores de Ovinos Leiteiros da Serra da Arrábida (ARCOLSA).

A sessão é aberta a todos os interessados na valorização deste recurso endógeno e vai estar inserida na programação da Semana da Ciência e da Tecnologia 2020, promovida pela Ciência Viva. As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, até ao dia 24 de novembro.

 

Fotografia de melhorcomsaude.com.br

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.