Está aqui

Tecnologia

Delta cria máquina de café única no mundo que desafia a gravidade

A Delta Q tem uma nova máquina de café, a RISE, que se caracteriza por ter um sistema de extração invertido. Além disso, a empresa pretende continuar a apostar na internacionalização e tem o objetivo de atingir o top 10 mundial do seu setor.

O dia de ontem, terça-feira, foi o escolhido pelo Grupo Nabeiro para dar a conhecer as suas novas apostas na inovação, destacando-se o lançamento de um produto único em todo o mundo – a nova máquina de café RISE Delta Q que, com um sistema de extração integrado e patenteado, permite tirar o café ao contrário.

Évora dispõe de ressonância magnética pioneira em Portugal

O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) é o primeiro em Portugal a dispor de um inovador equipamento de ressonância magnética, que permite prestar melhores cuidados de saúde e aumentar o número de exames.

Saudade de algo que não existia

Por Giuseppe Steffenino

Confesso que muitas vezes sinto saudade. Não pela sensação de que a vida, no passado que conheci, era melhor ou mais feliz. Não para cabines telefónicas, motocicletas com rodas raiadas de metal, máquinas de escrever, mapas de estradas, filmes fotográficos analógicos, cabines de proteção cinematográficas, rádios transistores ou outros objetos cotidianos que desapareceram do nosso cotidiano.

Democracia e ciência

Por Luís Monteiro (Médico)

A história da ciência é complexa e os caminhos de alguns cientistas cruzaram-se com momentos negros da nossa memória colectiva.

Não obstante, a verdadeira ciência precisa duma sociedade aberta para florescer.

O método científico necessita de liberdade para verificar a veracidade das hipóteses colocadas. Os cientistas têm um pensamento céptico que, de forma estruturada, tenta detectar erros, por exemplo, replicando experiências.

Para os investigadores não existem, portanto, dogmas ou personalidades acima de críticas.

A história e os desafios dos sistemas de informação em Portugal

A Associação Portuguesa de Sistemas de Informação (APSI), sedeada na Universidade do Minho, lançou o livro “Sistemas de Informação – Diagnósticos e Prospetivas”, com 50 autores a sintetizarem 30 anos de ensino e investigação nesta área em Portugal e a apontarem caminhos. A obra, que pode tornar-se uma referência, é coordenada pelos professores Isabel Ramos e Rui Dinis Sousa, da Escola de Engenharia da UMinho (EEUM), e Rui Quaresma, da Universidade de Évora.

Castelo de Beja permite viajar 1400 anos atrás 

É uma iniciativa da Câmara Municipal de Beja e que vai permitir uma nova experiência interativa quando visitar o Castelo de Beja: viajar 1400 anos atrás e “viver” o castelo nessa época.

Com conteúdos didáticos e culturais acessíveis ao visitante, esta nova vertente da visita vai proporcionar a oportunidade de descobrir um pouco mais sobre a história de Beja. 

Hospital de Évora é o primeiro do interior a usar dispositivo para hérnias ventrais

O Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) foi o primeiro do interior do país a utilizar, no passado dia 20 de janeiro, o dispositivo Fasciotens, usado no tratamento das hérnias ventrais complexas.

Em comunicado, o HESE adianta que foi Rogério Senhorinho, médico cirurgião no hospital, que utilizou o dispositivo pela primeira vez, tendo operado durante toda a manhã na presença de Thomas Aufenberg, médico cirurgião alemão que se dedica à cirurgia da parede abdominal e que já tem experiência na utilização do referido dispositivo.

Sines marca geoestratégia do ecossistema digital europeu e mundial

Será em Sines que será debatida a transição digital europeia e mundial no que toca à geoestratégia do ecossistema digital.

A segunda conferência “Encontros na ZILS: Sines Tech, EU-Atlantic Data Gateway Platform”, no dia 11 de janeiro às 11h, em Sines, com transmissão online, será aberta por Hugo Santos Mendes, Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações,

A Zona Industrial e Logística de Sines é a maior área de acolhimento empresarial de Portugal e é gerida pela aicep Global Parques - Gestão de Áreas Empresariais e Serviços S. A que promove este evento.

Conectividade digital do território em consulta pública

Até dia 7 de fevereiro, decorre uma consulta pública sobre a cobertura e previsão de cobertura de redes públicas de comunicações eletrónicas de capacidade muito elevada existentes no território nacional.

Todos os cidadãos, organizações, entidades, municípios, entre outros, podem, a partir de agora, sugerir ajustes à informação que o Governo deverá ter em conta para o lançamento, nos próximos meses, de um concurso público internacional para a instalação, exploração e manutenção de redes de capacidade muito elevada nas denominadas “zonas brancas” que vierem a ser identificadas.

O que será, que será (...) que juram os profetas embriagados (… ) que não faz sentido

É difícil escrever, nestes tempos, sobre temas que nos dizem respeito e que não são triviais, nem muito íntimos. Porém, há algo que me intriga porque ainda não o compreendo. E quando, depois de ler e reler, acho que entendi um pouco, percebo que seria capaz de repetir os conceitos, mas não o significado. Tudo começa com uma frase, que chamou a minha atenção e a minha imaginação:

Páginas