1 Janeiro 2018      12:56

Está aqui

ESTAMOS A BEBER CAFÉ A HORAS ERRADAS

Em dia que muitos procurarão desesperadamente um café para despertar depois de uma noite de farra, um ritual que se repete com grande intensidade em todos os outros dias, seja para ir trabalhar, cuidar dos filhos ou estudar, é de questionar se o café fará a diferença que achamos que faz.

Há entendidos que explicam que podemos estar a beber café a horas erradas e, por isso, não estaremos por um lado a tirar do café todo o seu potencial e, por outro, apenas a criar dependência da cafeína.

No canal de YouTube AsapSCIENCE, é explicado que os seres humanos têm um relógio biológico próprio que marca o ritmo ao longo dos dias – é chamado de ritmo circadiano. Este ritmo, ou este relógio, é responsável por regular vários processos inconscientes do nosso corpo como quando e que quantidade de sono vamos ter.

O relógio biológico funciona através de químicos; ao longo do dia vai controlando o ritmo consoante a libertação de maiores ou menores quantidades de uma hormona chamada cortisol. O cortisol é uma hormona da família dos esteroides - é produzido pela parte superior da glândula suprarrenal – e é responsável pela nossa atenção, concentração e respostas a situações de stress diárias.

Num dia normal existem picos de cortisol em cada um de nós. Um deles ocorre entre as 8 e as 9 horas e funciona como se o corpo tivesse um mecanismo próprio de nos fazer acordar e estar preparado para o dia.

Este horário coincide com o horário a que normalmente se bebe café e tomar café num pico de cortisol tem o efeito de diminuir os efeitos da cafeína e pode provocar uma habituação a este químico.

Entre 12 e as 13 horas e entre as 17.30 e as 18.30 horas há novos picos de cortisol, pelo que são horas às quais deve evitar beber café pelos motivos descritos.

Logo ao acordar os níveis de cortisol aumentam 50%. Se esperar cerca de uma hora para beber o seu café maximizará o seu efeito.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.