28 Maio 2020      16:53

Está aqui

Norte-americana Deanna Sirlin escolhe Alentejo para a sua primeira apresentação nacional

A partir do dia 6 de junho, o Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida apresenta Strata, a primeira apresentação da artista norte-americana Deanna Sirlin em Portugal.

Integrada na programação de 2020, a instalação site-specific reflecte uma leitura da história do lugar em diálogo intenso com os estratos históricos e os elementos arquitetónicos da cidade, devolvendo-nos uma noção de história como palimpsesto. Originalmente construído no século XVI com o propósito de albergar a Corte e a Prisão da Inquisição, é no 1º andar do edifício onde se encontra desde 2013 o Centro de Arte e Cultura que as peças criadas por Deanna Sirlin se vão instalar, ocupando todas as grandes janelas que marcam o ritmo da fachada.

Neste diálogo com o passado, a artista recorre à geometria abstrata e aos suportes translúcidos para refletir sobre noções de história, tempo e lugar mediante a estratificação da forma. As camadas de que se compõe a história parecem assim contrariar a linearidade da história, valorizando pela sobreposição de camadas a complexidade dos seus estratos. Assim, constituindo-se os contrastes, as cores e os materiais como a matéria intrínseca do discurso de Strata, cada um dos pinéis instalados nas janelas se apresenta como uma nova camada através da qual se interpela a cidade. O trabalho, impresso em policarbonato, pode ser apreciado pelo público a partir do interior durante o dia, mas também à noite, do exterior, permanecendo as salas iluminadas depois do encerramento ao público.

A entrada no Centro de Arte e Cultura da Fundação Eugénio de Almeida é gratuita e o horário de funcionamento é compreendido entre as 10h00 - 13h00 e as 14h00 - 19h00, de terça-feira a domingo.

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.