25 Julho 2020      13:43

Está aqui

Cabo submarino Sines-Brasil foi declarado de Interesse Municipal

Foi declarado Projeto de Relevante Interesse Municipal a amarração em Sines do cabo submarino que fará a primeira ligação direta em fibra ótica entre o Brasil e a Europa.

Este projeto do consórcio EllaLink obteve a aprovação da declaração de Interesse Municipal pela Assembleia Municipal de Sines.

Para a autarquia, esta declaração revela a expectativa existente no concelho de que este projeto possa vir a contribuir “significativamente para a diversificação económica local e se traduza num novo hub nacional / ibérico de âmbito tecnológico e no domínio das telecomunicações”.

De modo a agir de acordo com as expetativas, foi criado o Sines TECH - Innovation & Data Center Hub, um espaço para acolhimento de empresas de base tecnológica, integrado na Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), gerido pela aicep Global Parques e onde já está a ser construída, desde março, a estação de receção do cabo, associada a um centro de processamento de dados.

A autarquia vê este projeto como um grande contribuidor para o desenvolvimento da economia local e regional e para o desenvolvimento de outros setores da economia, incluído o sector portuário.

O cabo transatlântico EllaLink terá uma extensão de 10 119 quilómetros e ligará a cidade de Fortaleza, no Brasil, a Sines. Passará por Cabo Verde e Madeira e vai ter uma capacidade de transmissão de dados de 72 terabits por segundo, com baixa latência, além de medir dados sísmicos.

Este projeto tem um investimento estimado de cerca de 170 milhões de euros, fiinanciado pela Comissão Europeia e por fundos privados, e surge da parceria entre a EllaLink e a Alcatel Submarine Networks (ASN) envolvidos no consórcio BELLA (Building the Europe Link to Latin America) quem conta com a representação nacional da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

 

Imagem de interempresas.net

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.