7 Novembro 2016      17:06

Está aqui

AMEIXA DE ELVAS GANHA PRÉMIO INTERNACIONAL

A ameixa de Elvas, um produto tradicional de Elvas em calda ou secas, confecionada pela empresa Mário da Conceição, segundo uma tradição da família com quase 100 anos, acabou de ganhar o prémio Aurum 2016, na categoria de produto artesanal europeu, no XIV Congresso Europeu de Confrarias Enogastronómias, que decorreu até ontem em Lisboa.

A preparação e confeção de ameixas secas e ameixas em calda é uma das tradições da região de Elvas. Algumas famílias estão ligadas a este setor de atividade há várias gerações.

A Fábrica Frutas Doces foi fundada em 1919 por Manuel Joaquim Candeia pertencendo, desde 1970, a Mário da Conceição afilhado de Manuel Candeia e, desde de 1999, ao seu filho, Luís Silveirinha.

O processo começa em Junho/Julho quando é apanhada a ameixa Rainha Cláudia. Para este fim, a fruta, que é doce e tem uma certa acidez, deve ser apanhada ligeiramente verde, ainda dura, a iniciar o estado de maturação. Se for apanhada já madura, corre o risco de se desfazer na primeira cozedura.

Na fábrica a ameixa passa pela 1.ª cozedura: é fervida somente em água. Depois de devidamente fervida vai para dentro de uma calda de água com açúcar. A calda passa por dois pontos. Ao 2.º “ponto” a fruta fica pronta e pode ficar vários anos sem ser consumida porque o açúcar conserva a fruta.

Imagem de capa de descobriralentejo.pt

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.