Está aqui

saúde

Vanguard Properties investe para ter clínica da CUF em Grândola

Foi assinado no dia de ontem, 21 de setembro, um memorando de entendimento entre a Vanguard Properties e a CUF com o objetivo de instalar uma clínica de proximidade no Dunas, um loteamento pertencente ao projeto turístico e residencial Terras da Comporta, nos concelhos de Alcácer do Sal e Grândola.

Beja atrai investimentos para a “Cidadela da Misericórdia”

A Santa Casa da Misericórdia de Beja está a desenvolver o projeto “Cidadela da Misericórdia”, a instalar na cidade, e que pode receber investimentos nas áreas social e da saúde.

Em declarações à agência Lusa, João Paulo Ramôa, provedor da Misericórdia de Beja, afirma que o projeto vai ser instalado numa área com cerca de 13 000 metros quadrados, junto ao Bairro dos Moinhos, e “vai ser muito importante para o concelho e para a região”.

Mais estado, mais autarquias

por Alexandre Carvalho

O debate sobre uma maior ou menor participação do Estado na vida dos cidadãos e empresas, é um tema repleto de chavões e bravatas ideológicas. Na verdade, a grande divisão histórica entre “direita e esquerda” deve-se aos limites ou não da intervenção estatal. A esquerda defende um estado mais interventivo e participativo, respondendo com um estado social para a defesa dos mais necessitados, a direita acredita que o mercado deve regular as relações económicas e que o estado apenas deve intervir no essencial.

Odemira com protestos contra a "degradação" de Extensão de Saúde

A falta de profissionais e a degradação da Extensão de Saúde de Vila Nova de Milfontes, em Odemira, foram os motivos que levaram ontem, sábado, a comissão de utentes do concelho a lançar uma ação de protesto na inauguração da FEITUR – Feira de Turismo do SW, que está a decorrer na sede de freguesia.

Saúde – há muito que o rei vai nu

Segundo notícias bem recentes, a falta de médicos e enfermeiros nos serviços de obstetrícia e ginecologia está a afetar a mortalidade materna. O alerta foi dado há poucos dias atrás pela Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e no Parto, numa altura em que a Associação Europeia de Medicina Perinatal define a situação da obstetrícia em Portugal como “muito preocupante”.

As mães estão em perigo!

Há 38 anos que a mortalidade materna não era tão elevada. Em 2020 morreram 17 mulheres por complicações da gravidez, parto ou puerpério. Face aos números, dramáticos, a DGS criou uma equipa de especialistas para investigar as causas, já que ocorreram maioritariamente em instituições de saúde, ainda não há resultados ou conclusões, mas parece claro para vários especialistas que a "degradação dos cuidados obstétricos", o aumento da idade da gravidez e de grávidas "com patologias", são algumas das causas óbvias.

Concentrações de pólen elevadas nos próximos dias

Nos próximos dias, Portugal continental vai registar, segundo dados divulgados pela Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC), citada pela Lusa, concentrações muito elevadas de pólen.

No Alentejo (Central), existem valores altos de pólenes de oliveira, sobreiro, ervas gramíneas e tanchagem.

Estes valores vão manter-se elevados até, pelo menos, à próxima quinta-feira. Assim sendo, a SPAIC desaconselha a realização de atividades ao ar livre enquanto a situação não se alterar.

 

Fotografia de jornaldeleiria.pt  

Como combater as alergias na Primavera

A chegada dos pólenes de flores e árvores que acontece na primavera, está frequentemente associada às alergias de exterior, que podem causar um grande desconforto e provocar a conhecida rinite alérgica. Existem, no entanto, algumas dicas que podem ajudar a quem sofre de alergia ao pólen a limitar a exposição a estes alérgenos sazonais.

Vitamina: um nome centenário

António Piedade - Bioquímico e comunicador de ciência

O instinto de sobrevivência cedo deve ter apresentado aos nossos antepassados hominídeos, mamíferos, e anteriores ancestrais, que alimentos diferentes causam efeitos diversificados sobre o estado de saúde e alguns são mais necessários do que outros para não ficarmos doentes, ou, muito pelo contrário, para ficarmos mais vistosos e cativantes para a selecção sexual.

Inteligência artificial no combate à escassez de órgãos para transplante renais

Cerca de 50% dos rins provenientes de dadores falecidos são rejeitados para transplante porque os métodos atuais de classificação de biópsias renais, um meio essencial para o médico decidir se o órgão doado pode ou não ser utilizado, são subjetivos e propensos a erros de avaliação.

Páginas