28 Outubro 2014      00:00

Está aqui

Indústria Musical

Caros leitores,

muitos de vós ficam surpreendidos com os preços praticados no mercado da música. Contratar uma Banda Pop com algum peso no campo musical Português para um concerto custará por certo à volta dos cinco mil euros.

O cálculo fácil que se faz disto é que os músicos são ricos, mas, vamos lá então analisar os números seriamente.

Uma Banda Pop normalmente faz-se acompanhar de uma equipa. É preciso pagar ao técnico de som, técnico de luzes, dois Roadies e Road Manager. Se a Banda tiver cinco elementos já estamos a falar de dez pessoas o que numa hipotética divisão equitativa do cachet já só daria a quantia de quinhentos euros.

Está a pensar que esse dinheiro ainda é bastante para um dia. Acontece que as bandas são representadas por agências e produtoras, que, iremos supor que levam dez por cento do valor total de custo da Banda por concerto (quinhentos euros). Cada elemento só já tem quatrocentos e cinquenta.

Qualquer concerto tem um teste de som que obriga a equipa a estar bastante cedo no local. Este teste de som faz com que toda a equipa tenha que almoçar, jantar e possivelmente pernoitar no local. Estes encargos regra geral são suportados pelo cachet.

Vamos supor que as refeições e a dormida serão cinquenta euros por cada pessoa o que tira outros quinhentos euros. Cada pessoa da equipa só já tem quatrocentos euros.

A deslocação da equipa normalmente é feita com uma carrinha e um carro alugado pois é preciso transportar todo o material e dez pessoas. Este aluguer mais despesas de combustível é muito variável pois depende da distância, das portagens, entre outros factores. Mas tirará por certo outros quinhentos euros no mínimo. Cada pessoa tem agora trezentos e cinquenta euros.

Trezentos cinquenta euros é bom, mas isto é o bruto, porque para obter o líquido há que passar o respectivo recibo verde, e, este vai tirar cerca de noventa e um euros a este montante. Sobram duzentos e cinquenta e nove….o que começou em cinco mil acaba em duzentos e cinquenta e nove.

Há no entanto uma parte que ainda não mencionei, os ensaios. Se a Banda realizar três ensaios (número razoável se a Banda estiver “rodada”) antes de cada concerto são três dias com gastos de deslocação (parto do principio que os músicos não moram na mesma urbanização, bairro, cidade) e gastos inerentes ao estúdio (água e muita eletricidade).

Calculo que com este exemplo que vos dei o lucro fosse de uns duzentos euros. Para obter um rendimento mensal de quinhentos euros seria preciso a essa Banda realizar trinta concertos no ano…posso-vos assegurar que por cinco mil euros de cachet ou superior há muito poucas Bandas no nosso país que realizem trinta concertos ano.

Não vos sei dizer qual a solução nem se ela existe. Sei que existem muitos intermediários que filtram esse dinheiro pois foi criado um lobby impenetrável.

Hoje em dia uma Banda para aspirar a ter concertos marcados na sua agenda tem de pagar: a um publicista que com os seus contactos pessoais coloca notícias na imprensa e no mundo digital; a uma agência que os irá colocar a tocar. É possível fazer este trabalho pessoalmente? Não…não é possível. Se fosse possível estes intermediários não existiam. Eles blindaram o mercado de tal forma que não é possível furar em nome próprio/individual.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.