26 Novembro 2014      00:00

Está aqui

Cirurgião congolês recebeu Prémio Sakharov

Hoje, quarta-feira, Denis Mukwege recebeu o prémio Sakharov 2014, concedido pelo Parlamento Europeu, em reconhecimento por seu trabalho a favor das mulheres e crianças vítimas de violência sexual na República Democrática do Congo.

Um dia depois de se assinalar o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, Martin Schulz, considerou que "reconhece o caráter notável de seu (de Mukwege) trabalho de médico e honra o homem que combate pela dignidade das mulheres, pela justiça e pela paz em seu país".

Denis Mukwege, cirurgião congolês de 59 anos, é conhecido pela ajuda que concede às mulheres e crianças vítimas de violações no Congo. O modo como expõe ao mundo a barbárie que existe no seu país faz com que seja alvo da ira de muita gente e já foi vítima de várias tentativas de assassinato.

No seu discurso, hoje em Estrasburgo, Mukwege afirmou que este prémio "concede visibilidade à luta das mulheres congolesas" e que "em cada mulher violada vejo minha esposa, em cada mãe violada vejo a minha mãe e em cada menina violada vejo minhas filhas".

Falando de uma realidade difícil de imaginar para os ocidentais, o cirurgião acrescentou que, apesar de 15 anos de carreira, um médico nunca está preparado para ver o que ele vê e relatou casos de violação em que bebés de 6 meses aparecem com a vagina destruída pela penetração de homens e objetos. “Cada um destes casos de violações é de tal forma grave que necessita a ação de todos. (…) É preciso mais”.

O prémio Sakharov é um prémio instituído em 1988 pelo Parlamento Europeu e que visa premiar a liberdade de consciência de pessoas ou organizações que dedicaram suas vidas ou ações à defesa dos direitos humanos e das liberdades.

O prémio chama-se assim em homenagem ao físico e dissidente russo Andrei Sakharov, Prémio Nobel da Paz em 1975, inventor da bomba de hidrogénio e que preocupado com as consequências da sua invenção para a humanidade, alertou para o perigo da corrida ao armamento nuclear. Foi Prémio Nobel da Paz em 1975.

O ano transato, o prémio Sakharov foi atribuído a Malala Yousafzai, vencedora este ano do nobel da Paz.

 

Fotografia: Reuters

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.