26 Junho 2019      13:28

Está aqui

STAL opõe-se a Municípios na criação da Águas do Baixo Alentejo

A Assembleia Municipal de Beja discute hoje a proposta de Parceria Pública a celebrar entre o Estado Português e os Municípios de Aljustrel, Almodôvar, Barrancos, Beja, Castro Verde, Mértola, Moura e Ourique para criação da Águas do Baixo Alentejo, que vai gerir o sistema de distribuição de águas "em baixa", isto é, no abastecimento público de água às populações.

A proposta, que terá de ser aprovada nas Assembleias Municipais de todas as autarquias envolvidas no projeto, merece para já a rejeição do STAL (Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional) de Beja que já se manifestou contra a possibilidade de “criação da parceria pública/pública com a maioria do capital, 51%, da empresa Águas de Portugal”.

Segundo aquele sindicato a criação da Águas do Baixo Alentejo “abre caminho à gestão puramente mercantil da água, põe em causa os direitos laborais e agravará o preço da água para as populações.” Os Municípios envolvidos contudo já integram um modelo similar para a gestão das águas "em alta" através da AMGAP, Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública no Alentejo (num total de 20) e que detêm 49% da parceria feita com a Águas de Portugal na gestão do sistema, que detém 51% do capital da parceria.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.