5 Janeiro 2016      20:32

Está aqui

DA LINGUAGEM UNIVERSAL AO NASCIMENTO DA PROSA POÉTICA

A artista plástica Felippa Lobato apresenta o seu livro “Fios de Luz”, uma obra onde os 22 desenhos da autoria de Felippa Lobato inspiraram a escritora Mariana Inverno que fez nascer 22 textos que os acompanham.

“Da linguagem universal - o desenho - ao nascimento da prosa poética, expressão Maior da escrita, as autoras viajaram pelo Silêncio ao Luar, Activando Memórias, Observando Estrutura vivenciando a Dinâmica Pré-Sentida e entrando no Espaço do Espanto onde escutaram Sonoridades Bolerianas. Para de seguida e Tocando o Centro em Visão Ondulante, entrarem na infinita Espiral Voadora de Fios de Luz rumo à Unicidade.” – pode ler-se na sinopse

A apresentação será dia 6 de janeiro, no Palácio de D. Manuel, em Évora, às 18h00, e será conduzida pela escritora “eborense” Sara Rodi que lança um repto:

“Amigos alentejanos, ou de passagem pelo Alentejo... convido-vos a estarem presentes no lançamento do livro "Fios de Luz", com desenhos de Felippa Lobato e textos de Mariana Inverno, na próxima quarta-feira, no Palácio D. Manuel.

Depois do prazer que tive a sentir este livro (porque este livro é para sentir, em cada traço, em cada letra) cabe-me agora a enorme responsabilidade de o apresentar. E, não tendo eu ainda resposta para aquilo que é a Arte (uma das perguntas que me persegue, a par do que é a Vida), gostava de vos ter comigo, de vos ouvir também. O que nos leva a pintar? A escrever? A criar qualquer forma de arte que se nos afigura como algo que precisou de nascer? Sendo esta uma faculdade humana, terá apenas uma dimensão individual? Ou coletiva, na medida em que a Arte sai do próprio para os Outros? Todos os Outros que a quiserem sentir também, porque só dessa forma ela se cumpre...
Lá vos espero!”

A artista plástica Felippa Lobato nasceu em Lisboa em 1960, mas desde há muito que reside em Évora. É uma ativista política em defesa dos animais e da natureza e é a mais recente artista galardoada com o prémio “Mais Arte & Fotografia” da revista Mais Alentejo.   Realizou a sua primeira exposição em Lisboa, em 1984, e desde então já foram 30, essencialmente em Lisboa e no Alentejo. Tem obras em várias coleções particulares e em coleções e Museus como no Museu de Arte Contemporânea, no Centro de Arte Moderna da fundação Calouste Gulbenkian, nas Câmaras Municipais de Évora, Reguengos de Monsaraz e Oeiras, na Fundação AMI, na Fundação Luís de Molina, entre outros.

A autora dos textos do livro Fios de Luz, Mariana Inverno, é também de Lisboa e "Notas à sombra dos tempos" foi o seu livro de estreia, lançado em 2014. Licenciada pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, entre 1998 e 2013 fundou e geriu o Projeto Art For All com o objetivo de promover a expansão da consciência através da arte.

A escritora Mariana Inverno, de raízes alentejanas, cedo revelou propensão para a escrita sendo comum ouvi-la dizer que a palavra o seu primeiro brinquedo.

A sua história pessoal revela as atribulações esperadas numa mulher que vive o final de um tempo e o anunciar de um novo. Lutas, ganhos, perdas, a consciência crescente da força do seu legado interior e da transitoriedade de tudo quanto se vai sabendo.

Vê na interdisciplinaridade entre as artes, como no livro presente, um grande sentido de realização.

Em 1998 fundou o Projeto ART FOR ALL, com o objetivo de promover a expansão da consciência através da arte e em 2014, em seguimento do anterior, lançou “RELIGARE” com o motto “Espiritualizar a matéria” também em profunda ligação com todas artes.

Publicou em 2014 “NOTAS À SOMBRA DOS TEMPOS” e prossegue agora com a publicação de “FIOS DE LUZ”, sendo que publicará também, em breve, “POEMAS NA DENSIDADE,” uma antologia de poemas de Tessa Estate, o seu pseudónimo como poetisa.

Sara Rodi, que apresentará a obra, escreveu o primeiro «livro» aos 6 anos, para oferecer à professora... e desde então nunca mais parou. Conquistou alguns prémios, mas foi no romance que se destacou quando, em 2000, com 22 anos, lançou A Sombra dos Anjos e Frio (reeditado em 2011). Enveredou depois pela área do guionismo e participou na escrita de inúmeras novelas, como Queridas Feras, Mundo Meu ou Vingança e séries para televisão como Uma Aventura ou Maternidade. Criou, com Ana Correia Tavares, O Livro da Minha Vida, que se dedica à publicação de biografias personalizados com edições limitadas. A maternidade fê-la render-se à literatura infantojuvenil e tem já editados mais de 20 livros para o público mais jovem, que leva a escolas e bibliotecas de todo o país.

A apresentação em Évora de “Fios de Luz” conta com o apoio da Câmara Municipal de Évora e do Tribuna Alentejo.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.