Está aqui

literatura

O enunciado

Eram 8:00, 8:30 da manhã quando chegaram ao local de aplicação, num lugar qualquer deste mundo, numa qualquer disciplina, num qualquer nível de ensino.

As nossas crianças e adolescentes passam todas, como todos nós passamos, por momentos de teste. Somos testados a cada momento e em diferentes aspetos da nossa vida. As relações testam-nos, a família testa-nos, a escola, o trabalho, os amigos, a estrada, os reflexos, os jogos. Tudo é um teste mais ou menos convencional.

A geração que virá depois

Somos feitos de carne, de osso, de músculo, de nervo, de água, de sangue, de uma combinação tão quase perfeita que seria quase impossível descrever num tão curto texto todas as características que nos compõem e que nos marcam.

Todos os elementos foram criados e conjugam-se de forma admirável. Todos os elementos começam de forma quase invisível, vão crescendo, amadurecem e envelhecem até ficarem como pó na terra que os vi nascer.

A noite das maravilhas

Por Giuseppe Steffenino

Eu sou agnóstico. Apesar disso, ou talvez justamente por isso, as religiões interessam-me porque pertencem ao modo de pensar das pessoas e muitas vezes moldam suas vidas.

O pescador e as ondas

Era uma vez um mar muito azul, que se prolongava de uma costa distante até ao lado de cá, onde se acreditava tão longe o lado de lá, como nesse lado achavam este. Duas visões e percepções distantes e idênticas. Neste lado, o mar era mais azul quando visto do céu. As tonalidades que o preenchiam transmitiam a ideia de paz e imensidão. A alma precisa tantas vezes de azul para se acalmar, da mesma forma que precisa de verde quando busca a esperança para se aconchegar.

Redor

Redor. Ao redor. Aquilo que nos rodeia. O círculo que se forma em torno de nós e daquilo que pensamos. As redondezas significam sempre algo que está próximo de nós e tem, positiva ou negativamente, influência no nosso bem-estar, no nosso comportamento, no olhar que mudamos para ver mais longe, ou mais perto…

O redor molda-nos e molda aquilo que vemos. Hoje em dia, pouco interessa o redor que pode contribuir para a verdade. Tantas vezes, embora os nossos olhos vejam e testemunhem a realidade, dir-nos-ão que o redor não é o redor e aquilo que vemos não é real.

O elefante que se escondia numa caixa de fósforos

Nas planícies do Alentejo, douradas e extensas que por vezes nos poderão parecer semelhantes à deslumbrante savana africana. Não poucas vezes nos confundimos com as árvores solitárias e aquilo que poderia ser um prolongado silêncio no continente vizinho.

Deslumbrante, a planície alentejana reúne muitos dos traços da savana. Salvos raras existentes e tantas outras, também elas raras exceções, não existem no Alentejo os animais da savana. Será possível encontrá-los, porém em locais restritos e muito circunscritos.

O poeta que só conseguia escrever em prosa

Américo Vespucci teve sempre talento natural para a escrita. Com apenas um ano de idade já rascunhava pequenas letrinhas em pergaminhos e papel artesanal da altura. Quando crescesse, tornar-se-ia poeta, entre outras coisas. Bem, as outras coisas serão aquelas pelas quais ficou mais conhecido, mas essas, para o nosso assunto imediato, desta crónica, neste final de semana, não tem intervenção direta e, consequentemente, não a referiremos.

Uma cidade rodeada por montes que tocam o céu

As primeiras nuvens juntavam-se em volta daquele espaço plano que se protegia no meio das montanhas. Visto do céu, montanhas que tocavam o azul, em picos brancos, tal como lençóis estendidos ou, noutra perspectiva, mantos brancos imperiais.

Um largo e vazio campo plano, coberto por terrenos verdejantes quebrado só por tons de azul, que se distribuíam aleatoriamente em vários pontos estratégicos. Não havia nada mais nesse reduto protegido pelas montanhas.

Faísca

E então, eis que a chama nasce

 

O Homem domestica o fogo da palavra

A luz da abstração abre todo um universo de possibilidades

Os cantos da mente iluminam-se e olham para si mesmos

Quando o fazem, ganham cor

Moldam-se á forma dando-lhe forma

 

E então, eis que a chama nasce

O olhar é criado e cria quando passa e nada mais faz

Passa e passa sem deixar de passar

Passa atormentado

Passa curioso

Passa aprendiz

Passa inventivo

Passa preso

Passa numa luta fugaz de se libertar

A longa noite de estrelas falsas

Longa a noite, a mais longa das noites que se esperava calma e sem sobressaltos, a noite escura de uma cidade que dormia sonhando com pesadelos e que, de repente, perto da madrugada e dos primeiros raios de sol, viu estrelas tiranas substituírem aquelas que durante o escuro e a paz do sono dos homens bons alumiavam a paz.

Páginas