21 Agosto 2017      11:59

Está aqui

AMBIENTE ORDENA DEMOLIÇÃO DE DUAS BARRAGENS "ILEGAIS" NO ALENTEJO

O jornal Expresso, numa peça assinada por Abílio Ferreira, avança que o banqueiro luso-angolano Fernando Teles, proprietário da Herdade de Canelas, nas Alcáçovas, em Viana do Alentejo, com 1500 hectares, foi notificado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), para demolir duas barragens construídas nessa herdade sem autorização.

Segundo aquele jornal, Fernando Teles construiu sem autorização duas barragens e só depois da sua construção entregou pedido de licenciamento, que foi indeferido. O banqueiro tem agora 10 dias para responder à notificação de demolição, confiando que tem elementos que suportam a sua legalização.

Alegadamente uma das barragens (Tripeças) interfere com a linha de água que abastece a albufeira pública de Pego do Altar que serve 300 regantes e 6 mil hectares de regadio, cuja associação que os representa já contestou a construção da barragem.

A outra barragem em causa, a de Javalis, também com ordem de demolição, é motivo de disputa de águas com uma herdade vizinha, que já avançou com uma providência cautelar, que foi indeferida, motivada para restabelecer "o normal curso de água da ribeira”.

Fernando Teles detém ainda as herdades de Banhas (1000 ha), da Venda (300 ha)e a da Rendeira, totalizando mais de 4300 hectares no Alentejo.

Imagem de capa de https://www.youtube.com/watch?v=AqUCOUVfDZ8

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.