3 Novembro 2018      12:13

Está aqui

Abatidas mais de um milhar de azinheiras no Alto Alentejo

A Quercus revela que terão sido abatidos mais de um milhar de azinheiras adultas e em bom estado, numa herdade dos concelhos de Avis e Sousel, e considera o sucedido como “extremamente grave”.

O abate terá acontecido para que se possa vir a instalar um olival intensivo e não será a primeira vez que tal acontece na região.

Segundo declarações de Nuno Sequeira, dirigente da Quercus/Portalegre, o abate decorreu sem a autorização do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF); o abate de azinheiras pode ser legal, mas carece de reconhecimento obrigatório pelo Governo.

 

Imagem de biodiversidadeterrestre.uevora.pt

 

 Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.