Está aqui

Somincor

Empresa mineira SOMINCOR financia requalificação da Basílica Real de Castro Verde

A autarquia de Castro Verde tem preparada uma obra de requalificação da Basílica Real de Castro Verde num investimento de cerca de 450 mil euros, numa obra que avançará em duas fases. Segundo a autarquia na 1ª fase a intervenção ronda os 65 mil euros e inclui limpeza nas cobertura e arranjo das caixilharias de madeira, investimento repartido entre a Câmara de Castro Verde, o Governo, a União de Freguesias de Castro Verde e Casével e Paróquia de Castro Verde.

Governo dá 16,7 milhões de benefícios fiscais à empresa mineira de Castro Verde

A SOMINCOR - Sociedade Mineira de Neves-Corvo, que explora as minas de zinco em Castro Verde, assinou ontem, na presença do Primeiro-Ministro, António Costa, um contrato com o Estado Português que formaliza a atribuição de benefícios fiscais associados ao projeto de investimento de expansão da produção de zinco no complexo mineiro de Neves-Corvo.

Minas de Castro Verde vão duplicar produção de zinco e chumbo e contratar mulheres

Em entrevista exclusiva ao Jornal Económico, Kenneth Norris prevê duplicar a produção do zinco e do chumbo até 2020 e subir a faturação em 25% este ano.

Para Kennet Norris, novo administrador delegado da Somincor, a instabilidade que resultou de sucessivas greves que marcaram o ano nas minas, está ultrapassada. Norris explica ainda que o Estado Português tem um contrato de exploração com a empresa até 2023, mas e tendo em conta as novas jazidas de minério encontradas, a atividade da empresa vai durar ainda por muitos anos.

Governo garante postos de trabalho na SOMINCOR até 2027

Para Pedro do Carmo, deputado do PS eleito por Beja, o Governo está a apostar no Baixo Alentejo, embora essa aposta "pode não ter a extensão e intensidade que todos desejávamos, tendo em conta os passivos acumulados".

Em comunicado Pedro do Carmo congratula-se com a aprovação minuta do contrato fiscal de investimento a celebrar entre o Estado e a SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves Corvo, tendo em vista um investimento de 256,6M€, através da atribuição de um crédito fiscal em sede de IRC de 9%, e isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 16,7M€.

Quem é Marie Inkster, a nova patroa das minas de Castro Verde?

A sucessão foi discreta e planeada. Tão discreta que aconteceu a 25 de julho e só agora damos por ela. Tão planeada que a transição da direção da multinacional Lunding Mining das mãos de Paul Conibear, para Marie Inkster, a gestora de 46 anos vai durar até ao final do ano. Nessa altura Marie Inkster passará então a dirigir aquela empresa de mineração canadiana, dona da Somincor, que gere a mina Neves-Corvo, em Castro Verde.

Castro Verde: Governo aprova novo contrato de pesquisa mineira à Somincor

O Governo aprovou hoje um contrato de prospeção e pesquisa mineira à Somincor, a operar em Castro Verde, no Baixo Alentejo. Foi atribuída à Somincor a área de “Neves”, com um contrato com a duração inicial de três anos que prevê a prospeção e pesquisa de depósitos minerais de cobre, chumbo, estanho, zinco, prata e ouro.

Donos da mina Neves-Corvo procuram "ganhar" população

Das minas de Neves-Corvo, explorada pela empresa Somincor, saíram em 2017, 33.624 toneladas de concentrado de cobre e 71.356 toneladas de zinco, 5.164 toneladas de chumbo e 1.292 toneladas de prata e, apesar da instabilidade laboral daquela empresa a operar em Castro Verde, com sucessivas greves dos trabalhadores que reclamam por melhores condições laborais e diminuição da idade da reforma e desta instabilidade ter estado na origem da suspensão de um projeto de expansão da exploração do Zinco, a empresa já retomou o projeto, estimado em 260 milhões de euros de investimento.

Minas de Castro Verde com lucros de 110,6 milhões de euros

A empresa que explora as Minas Neves-Corvo, em Castro Verde apresentou resultado liquido positivo em 2017, no valor de 110,6 milhões, quase o dobro do resultado apresentado no exercício de 2016 e que se ficou nos 66,7 milhões de euros.

Segundo João Loja, diretor financeiro da Somimcor, estes valores não resultam de qualquer aumento na produção, que "foi bastante abaixo do previsto" mas do aumento dos preços do minério nos mercados internacionais, como avança ao Correio do Alentejo.

Somincor retoma investimento de 260 milhões em Castro Verde apesar das greves

Apesar da instabilidade laboral na Somincor, concessionária da mina de Neves-Corvo em Castro Verde, com sucessivas greves dos trabalhadores que reclamam por melhores condições laborais e diminuição da idade da reforma e desta instabilidade ter estado na origem da suspensão de um projeto de expansão da exploração do Zinco, a empresa já retomou o projeto, estimado em 260 milhões de euros de investimento.

Nova greve dos mineiros de Neves-Corvo "contra a repressão e a intransigência"

É pelo do fim regime de laboração contínua no fundo da mina, pela "humanização" dos horários de trabalho, pela antecipação da idade da reforma para os funcionários das lavarias, pela progressão nas carreiras, pela revogação das alterações unilaterais na política de prémios e pelo fim de alegadas pressões que os mineiros de Neves-Corvo, Castro Verde, têm nova greve agendada para 26 e 30 deste mês.

A empresa concessionária, a Somincor, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, não quer negociar.

Páginas