Está aqui

Portugal

Extremadura Espanhola tem 60 escolas a ensinar português

Só em Badajoz há 16 escolas interessadas em manter o ensino da língua portuguesa no ano letivo 2019/20, uma década depois do acordo firmado entre o Instituto Camões e a Junta da Extremadura. Ao todo a aprendizagem da língua portuguesa chega a 63 escolas na região, mais oito do que no ano letivo passado, segundo a edição online da Hoy, que considera o aumento do número de alunos de português com o aumento do interesse na língua.

Espanhóis da Extremadura voltam a celebrar o 10 de junho português

Para comemorar o Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas a região da Extremadura espanhola preparou novamente um programa de atividades ligadas à arte, ao cinema, à literatura, à música e à gastronomia portuguesas.

A música de hoje: o hino da Europa e da Fraternidade

O Hino da Alegria, ou Ode à Alegria (original alemão “Ode an die Freude”), é o nome do poema escrito por Friedrich Schiller, em 1785, e cantado no quarto movimento da 9.ª sinfonia de Ludwig van Beethoven, composta em 1823.

Esta melodia foi a escolhida, em 1972, para ser o hino do Conselho da Europa e, mais tarde, em 1985, foi adotado para simbolizar a UE, uma vez que exalta ideais europeus como a liberdade, a paz e a solidariedade.

Você está de parabéns!

Se você é português, está de parabéns! Portugal faz hoje, oficialmente, 840 anos.

Foi a 23 de maio de 1179, a máxima o Papa Alexandre III, um dos mais cultos da Idade Média e entendido em direito e teologia, emitiu a bula “Manifestis Probatum”. Este documento, que surge 36 anos após a declaração da Independência de D. Afonso Henriques - em 1143 – reconhecia finalmente Portugal como reino independente e Afonso Henriques como rei e legitimava o Tratado de Zamora, assinado a 5 de outubro de 1143 em Zamora, por Afonso VII de Leão e Castela e por D. Afonso Henriques.

Porto de Sines é «peça-chave» entre China e Portugal

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, revelou hoje que o Porto de Sines é um elemento chave na relação comercial entre China e Portugal.

A revelação foi feita durante a conferência “Objetivos e Ideais Comuns: 40 Anos de Cooperação entre Portugal e China”, realizada hoje no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade de Lisboa.

A queda de um Conan

Uma crónica humorística de Rui Xerez de Sousa

Qual pequeniníssimo Golias, Conan Osiris foi derrotado na terra do gigante David! Dirão: Pumba! É bem feito! Alto e pára o baile!!! Goste-se, ou não, dos dotes de rouxinol (ou da ausência deles) do dito, a verdade é que o singelo artista foi eleito pela nação (ou parte dela) para representar os barões lusitanos ou, pelo menos, os enjeitados! Má escolha!

A Europa entre extremos de uma corda bamba... e sem rede

A Europa está entre extremos de uma corda bamba...  sem rede , e com olhos postos na Venezuela.
 
A um Brexit aos trambulhões, junta-se a Venezuela, num cenário que, a espaços, tem mesmo recordado o clima vivenciado durante a guerra fria. Foi entre este clima internacional conturbado que lá se viu passar mais um 1º de maio, entre extremismos ideológicos idiotas, ou simplesmente eleitoralistas, e até de alguns fanatismos ou ânsia de protagonismo.
 

“Agora, o povo unido jamais será vencido!” - Será?

Após terminar com 48 anos de ditadura, a mais longa ditadura europeia, há 45 anos Portugal criava condições para ser uma “terra da fraternidade” onde o povo seria quem mais ordenava.

Gritava-se que “o povo unido jamais será vencido” e tinha-se ganho o direito próprio a fazê-lo, a ser livre de dizê-lo!

O Governo empurra os problemas com a barriga

O coordenador da Comissão Independente para a Descentralização, Dr. João Cravinho, disse esta segunda-feira que os grandes problemas nacionais, como o da descentralização, "são para se resolverem, não são para se empurrar com a barriga".

 

E o que é que o Governo tem feito neste processo?

Empurra os problemas com a barriga.

 

2019 ao nível dos mais quentes de sempre - aponta Físico da Universidade de Évora

Um físico meteorologista da Universidade de Évora - UÉ, Rui Salgado, aponta que 2019 possa vir a ser "um ano ao nível dos mais quentes desde que há registos".

Esta previsão abrange não só Portugal, mas todo o planeta acreditando o físico meteorologista Instituto de Ciências da Terra (ICT) da UÉ que a evolução demonstra que se está a assistir a um aquecimento global e que a tendência é de continuidade.

Páginas