Está aqui

Fundos Europeus

3 milhões de euros para contratar mais "cérebros" para a Universidade de Évora

Foi assinado, esta semana, entre a Autoridade de Gestão do Alentejo 2020 (ALENTEJO 2020) e a Universidade de Évora (UÉ) os Termos de Aceitação no âmbito da Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados e que envolve um financiamento global de quase 3 milhões de euros.

Beja: Mercado Municipal com obras de 2 milhões de euros, fecha até 2022

Ontem, sábado dia 13, foi o último dia em que o Mercado Municipal de Beja esteve aberto antes de sofrer as remodelações previstas no investimento de cerca de 2 milhões de euros.

Estas obras farão com o mercado da cidade alentejana, construído em 1964, só reabra em 2022.

Será agora dado início às obras, após a aceitação do Tribunal de Contas, e surgirá um novo espaço que a autarquia deseja mais moderno e dinâmico e mais atraente do ponto de vista comercial.

A obra é financiada por fundos europeus do FEDER em 1,250 milhões de euros.

 

Santiago do Cacém aplica 2 M/€ para melhorar mobilidade pedonal

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém adjudicou - na passada semana - a empreitada da obra de requalificação da Avenida Manuel da Fonseca, Zona Comercial do Centro Histórico e Zona Envolvente do Mercado Municipal de Santiago do Cacé, sndo esta já considerada uma das maiores obras de reabilitação urbana a que o concleho já assistiu.

Beja despede-se das antigas piscinas

Já estão abertas, e este será mesmo o último ano em que as piscinas descobertas de Beja vão estar como as vemos, uma vez que a autarquia já assumiu o compromisso de um investimento de cerca de 800 mil euros.

A remodelação - sujeita a uma candidatura a fundos comunitários - terá, segundo a autarquia, início em setembro e abragerá todo o complexo, incluindo balneários, zona de bar e restaurante, com mais de 50 anos de utilização.

Imagem de lifecooler.com

 

Municípios alentejanos com orçamento reforçado em 108 M/€

Com o objetivo de reforçar os investimentos de base territorial, após uma reprogramação do programa operacional Portugal 2020, serão distribuídos mais 108 milhões para os municípios de Alentejo.

No total nacional, a reprogramação dos fundos comunitários do Portugal 2020 representa um acréscimo de 607 milhões de euros para investimentos na área das infraestruturas escolares, de saúde e sociais, ou na política urbana da reabilitação e da mobilidade.

 

Portel, Barrancos e espanhóis criam Sierra Sur Oeste

Contra os incêndios todas as forças são poucas e os municípios alentejanos de Portel e Barrancos uniram-se aos concelhos espanhóis de Villanueva del Fresno, Higuera la Real, Jerez de los Caballeros, Oliva de la Frontera, Salvaleón, Salvatierra de los Barros, Valencia del Mombuey, Valle de Matamoros, Valle de Santa Ana e Zahínos, e juntos criaram a “comunidade Sierra Sur Oeste”.

ALENTEJO JÁ APROVOU 332 MILHÕES DE EUROS DE FUNDOS EUROPEUS

Já estão assumidos 332 milhões de euros de fundos europeus para 1159 candidaturas aprovadas pelo PO Alentejo 2020 e que representam 31% da dotação global do programa de 1083 milhões de euros. Os números são avançados pela CCDR Alentejo.

A área dedicada à competitividade e internacionalização das empresas é a que absorve a maior fatia dos recursos disponíveis, 142 milhões de euros que representam 43% dos compromissos assumidos.

OURIQUE REQUALIFICADA E MAIS INFORMADA

Já foi apresentado – após aprovação do financiamento com recurso a Fundos Comunitários e do visto do Tribunal de Contas para um empréstimo bancário a médio-longo prazo - o projeto de requalificação urbana para o centro histórico da vila de Ourique.  

Dividido em quatro fases, esta intervenção visa a renovação de infra-estruturas de abastecimento de água em baixa, de infra-estruturas de águas residuais, de infra-estruturas eléctricas e de telecomunicações, bem como o arranjo urbanístico do centro da histórica vila alentejana.

GOVERNO COM 35 M/€ PARA RESTRUTURAR A VINHA

São mais de 35 milhões de euros a verba disponível em linha de crédito criada pelo Governo para ajudar na reestruturação da vinha ao abrigo do programa VITIS, co-financiado pela união Europeia.

As candidaturas terminam no final de janeiro e os interessados devem realizar as inscrições on-line, na página do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas – IFAP.

 

Imagem de i.tlthings.net

HERDADE DO FREIXO: UM NOVO ÍCONE NO ALENTEJO

Quando se pensa numa adega no Alentejo, o imaginário não nos leva diretamente aos vários exemplos de adegas com arquitetura moderna que surgiram nos últimos anos pelo Alentejo.

No entanto, e se pensa que o projeto da Herdade do Freixo é mais um destes exemplares que junta uma arquitetura fantástica com a produção de bom vinhos e azeites está enganado, vai mais além.

Num investimento de cerca de 10 milhões de euros - com recurso a fundos europeus e privados - numa encruzilhada entre Évora, Redondo e Evoramonte, renasce a Herdade do Freixo.

Páginas