Está aqui

Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo

Baixo Alentejo: agricultores alertam para aumento de custos de produção

A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) apelou ao Governo para que sejam tomadas medidas “que mitiguem os efeitos do aumento dos custos de produção” na sua atividade, adianta o Correio Alentejo.

Em comunicado, a federação explica que em causa estão o aumento dos preços dos combustíveis e também a “escassez generalizada” na oferta de produtos e matérias-primas, que “estão a provocar uma escalada generalizada de aumentos de preços de que não há memória recente, e sem um fim à vista”.

Associações do Baixo Alentejo acusam Governo de ameaçar agricultura intensiva

A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) acusou o Governo de ameaçar a agricultura intensiva, após a divulgação da abordagem do executivo sobre esta atividade, e lamentou que o setor não seja ouvido.

Em comunicado, citado pela agência Lusa, a FAABA indicou que “o Governo não ouve os agricultores e ameaça a agricultura intensiva [...]. O Governo ignora que a área de culturas ditas intensivas no Alentejo que tiram partido do regadio representará no futuro não mais do que 15% da superfície agrícola utilizada total na região”.