Está aqui

Dívida

Câmara de Évora “reduz dívida em 3,2 milhões de euros”

A Câmara Municipal de Évora reduziu em 3,2 milhões de euros a sua dívida global para cerca de 57 milhões, em 2021, e reforçou a capacidade de endividamento, avança a agência Lusa.

De acordo com Carlos Pinto de Sá, presidente da autarquia, o valor da dívida global da câmara municipal teve “uma redução de 3,2 milhões de euros”, o que “significa que, desde 2013, quando a dívida tinha atingido os 95 milhões de euros, já conseguimos reduzir a dívida em cerca de 38 milhões de euros, quase 40%, o que naturalmente nos dá conforto para o futuro”.

Autarquias alentejanas entre municípios que excederam dívida total

Vinte municípios portugueses excederam em 2020 o limite da dívida total definido no Regime Financeiro das Autarquias Locais e das Entidades Intermunicipais (RFALEI), entre os quais está em pior situação Fornos de Algodres, segundo o Anuário Financeiro apresentado esta segunda-feira.

O CRÉDITO A QUEM O CONCEDE

Na semana passada chegou ao fim o julgamento dos suspeitos de burla a um Banco na compra fraudulenta de casas. Ficou provado que a dona de uma imobiliária angariou um casal de indivíduos (toxicodependentes) que sem a menor capacidade financeira, apresentaram um pedido de financiamento para a aquisição de casa. Cederam os documentos de identificação e assinaram o que foi preciso. Obviamente que estas pessoas nunca pagaram uma prestação da “sua” casa e o banco foi forçado a vendê-la por um valor muito inferior para o qual havia concedido o crédito. Isto não é surpresa nenhuma, certo?

O POPULISMO E... A EDUCAÇÃO FINANCEIRA!

O populismo e… a educação financeira! (já viram que tudo dá para falarmos deste tema?)

Como cidadão politicamente interessado (o que não significa que seja politicamente submisso), gosto de ouvir as diferentes propostas desde os partidos representados na Assembleia da República até àqueles que não têm essa representação. Isso significa que pelo menos uma vez oiço o tempo de antena e vou seguindo, com alguma atenção, as entrevistas que vão acontecendo (mais as da rádio, até porque passo muito tempo dentro do carro).

DÉFICE CAI EM 692 MILHÕES

O défice melhorou 692 milhões de euros até Abril.

A execução das contas públicas está melhor do que há um ano, seja qual for o critério usado para avaliar a evolução. O Orçamento do Estado para este ano está a revelar uma execução abaixo do registado em 2014. Os dados divulgados ontem pela Direcção-Geral do Orçamento (DGO) mostram que o défice da Administração Pública até Abril está abaixo do registado no período homólogo seja qual for o critério utilizado para olhar para os números.

Troika onde nos levas

Esta crónica vai ser polémica mas vou escrevê-la na mesma! Este foi o pensamento que tive antes de escrever o presente texto, uma vez que vou tratar o assunto troika e os seus impactos em Portugal.