28 Maio 2018      09:11

Está aqui

Portugal Air Summit termina em Ponte de Sor com recorde mundial

Depois de três dias consecutivos de conferências e debates sobre tudo o que envolve o meio aeronáutico, o Portugal Air Summit em Ponte de Sor dedicou o seu último dia à competição com o ARC – Air Race Championship.

Logo pela manhã, enquanto decorriam os batismos de voo, houve um pequeno percalço, quando uma falha mecânica no avião XA42 obrigou o piloto a aterrar de emergência num campo agrícola a sul do aeródromo de Ponte de Sor. Os meios de emergência foram prontamente acionados, todavia não houve quaisquer danos físicos.

O experiente piloto procedeu da forma habitual nestas circunstâncias e os dois ocupantes saíram completamente ilesos do episódio, embora o avião tenha ficado um pouco danificado.

As Air Races foram o prato forte do dia, com 14 pilotos a competirem à vertical do aeródromo de Ponte de Sor. No final, o vencedor da classe Vintage foi o português Marinho Pereira, deixando o segundo lugar para o espanhol Ignacio Pozo e o terceiro para outro português, Jorge Fachadas. Na classe Sport, o espanhol Javier Del Cid levou a melhor sobre os ingleses Mathew Summers e James Stringer, respectivamente segundo e terceiro.

Ao longo do dia houve ainda espaço para a demonstração da capacidade de combate a incêndio do avião FireBoss, actualmente em uso pela Proteção Civil; para uma coreografia aeronáutica ao som de Strauss, cortesia do piloto espanhol Castor Fantoba, que ainda protagonizou uma corrida entre o seu avião Sukhoi SU-26M e um BMW M2 da marca oficial que apoiou este evento, vencida pelo... BMW por escassos milésimos de segundo; ou até mesmo a passagem de dois aviões F-16 da Força Aérea Portuguesa a baixa altitude.

A equipa britânica Aerosparx voltou a ser hoje uma das principais protagonistas do dia, ao tentar – e conseguir – bater o recorde mundial de “rolls on toe” num planador. Depois do incrível espetáculo noturno da noite anterior, Guy Westgate, rebocado por Rob Barsby, concretizou cerca de 100 voltas consecutivas, batendo o seu próprio recorde anterior, de 30 voltas.

“Confesso que durante as últimas voltas me senti um pouco tonto, mas rapidamente recuperei e ainda consegui terminar o meu programa habitual de acrobacia. Estou muito satisfeito por tê-lo conseguido aqui em Ponte de Sor,” afirmou Guy Westgate, que girou consecutivamente durante 10 minutos e 40 segundos.

“Só estávamos um pouco preocupados com a resistência do cabo de reboque, com tanta torção... mas aguentou bem e acabámos por conseguir cumprir aquilo a que nos tínhamos proposto. Agora só precisamos de esperar a confirmação da FAI para que o recorde seja oficial e entre no Guinness Book,” acrescentou ainda Rob Barsby.

O ecento foi ainda palco de algumas corridas de drones e de aeromodelos rádio-controlados (RC’s), bem como uma demonstração da capacidade de voo e transporte de um Gyro que, sendo semelhante a um helicóptero, acaba por ser uma aeronave bem mais simples de voar e mais acessível a entusiastas da aviação.

O dia não terminou sem antes termos a oportunidade de assistir a um último momento acrobático, protagonizado pelos Yak 52, um avião dos anos 70, de origem russa. Esta demonstração foi levada a cabo pela patrulha espanhola Jacob 52, que se juntou num voo em formação com a patrulha portuguesa Yak Stars.

Segundo a organização, o Portugal Air Summit contou com mais de 25.000 visitas, mais de 40 aviões e a promessa de voltar em 2019.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.