25 Outubro 2016      16:40

Está aqui

EMBRAER, A NOVA AUTOEUROPA DOS AVIÕES EM ÉVORA

O título não é nosso mas assenta que nem uma luva à nova realidade criada em Évora com o gigante da aeronáutica e os quase 100 milhões de euros aí investidos. Com 415 funcionários, mais de 100 estagiários e outros tantos fornecedores, o terceiro maior construtor do mundo de aviões, atrás da Airbus e da Boeing alavancou o país fazendo subir na escala de valor e permitindo-lhe a entrada do grupo restrito de países construtores de aviões.

O entusiasmo é tão grande que a AED Portugal considera que estamos perante algo que cria impacto económico no país superior ao ramo automóvel na década de 90 do século passado.

Segundo a AED Portugal, a Federação de Aeronáutica, Espaço e Defesa, o setor aeronáutico no País já movimenta 1,72 mil milhões de euros, o que equivale a cerca de 1% do PIB nacional. Estes números estarão certamente no centro do debate na sua conferência anual internacional e no evento, que terá lugar nos dias 27 e 28 de outubro, em Lisboa.

 

1 Comment

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.
Amílcar (não verificado)    1 ano 6 meses
Comentário: 
É uma farça o que Embraer em Évora vem fazendo. Nesse exato momwnto desde janeiro de 2016 a Embraer fez um despedimento em massa em torno de 130 pessoas e o número não para. Destes 130 a grande maioria são estagiários que são aproveitados durante o contrato de estágio. Depois disso são mandados embora facilmente. A Embraer Portugal vem se aproveitando da mão de obra estagiária para fazer stock de componentes como a asa do Legacy 450 e 500. Está sendo uma verdadeira vergonha.