17 Junho 2019      14:53

Está aqui

Dívida de quase mil milhões não impede Berardo de abrir dois museus em Estremoz

O facto facto de dever 980 milhões de euros aos bancos não impede Joe Berardo de preparar-se para abrir dois museus em Estremoz, um para uma colecção de azulejaria e outro de arte africana.

O município alentejano prevê a abertura do museu do azulejo, que terá o nome de Museu Berardo Estremoz, para outubro deste ano no Palácio dos Henriques, após um investimento de mais de 2,5 milhões de euros, comparticipado em 85% por fundos comunitários. Para este museu virão algumas das coleções particulares do empresário e colecionador de arte, além dos cerca de 1.500 painéis que integram a coleção de azulejos, com exemplares do século XV até à atualidade.

A gestão deste museu vai ser feita ao abrigo de uma parceria entre a Coleção Berardo e o Município de Estremoz. O Município de Estremoz já veio garantir que está "salvaguardado" o interesse público.

Imagem de capa de Pedro Vilela.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.