14 Fevereiro 2016      13:00

Está aqui

ALENTEJO GANHA NOVO LINCE

Chama-se Macela - nome de planta com propriedades medicinais e comum em Portugal - e nasceu em 2005, em Silves, no Centro Nacional de Reprodução de Lince-Ibérico em Cativeiro. Esta semana, esta jovem fêmea conheceu a liberdade na natureza e juntou-se ao grupo de linces já libertados no Alentejo, mais concretamente em Mértola (Beja).

O anuncio foi feito Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e que revelou que, este ano, serão libertados mais nove no Parque Natural do Vale do Guadiana, ao abrigo do projeto de Recuperação da Distribuição Histórica do Lince-Ibérico em Espanha e Portugal "LIFE+Iberlince".

O ICNF prevê que a jovem lince encontre parceiro e que tenha crias na primavera de 2019 e esclarece que os linces nascidos e criados em cativeiro – uma vez que se pretende a reintrodução na vida selvagem - não têm contacto direto com os tratadores, apenas com os seus congéneres, para não causar habituação aos humanos.

O acompanhamento e observação dos linces é feito por videovigilância, sendo avaliadas as suas capacidades de sobrevivência e caça antes da libertação.

 

Imagem daqui

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.