Está aqui

Pedro do Carmo

O mais fácil é sempre atacar o mundo rural

Alegadamente preocupada com o ambiente e o futuro do planeta, a Universidade de Coimbra anunciou que as 14 cantinas universitárias vão deixar de fornecer refeições com carne de vaca, a partir de 1 de janeiro de 2020.

Podiam ter anunciado que a energia elétrica utilizada seria de fonte renovável ou que passariam a utilizar painéis fotovoltaicos para gerar a energia para os seus consumos.

Poderiam ter anunciado que deixariam de utilizar veículos automóveis, ligeiros e pesados, e velocípedes consumidores de combustíveis fósseis.

Pedro do Carmo é cabeça de lista pelo PS de Beja

Pedro do Carmo é o cabeça de lista do PS para o círculo eleitoral de Beja, foi hoje confirmado pela secretária-geral adjunta dos socialistas, Ana Catarina Mendes.

Pedro do Carmo é licenciado em Direito e técnico superior do IEFP. É ainda presidente da Federação do PS do Baixo Alentejo e deputado pelo círculo de Beja.

A Comissão Política Nacional do Partido Socialista realiza-se dia 23 de julho, onde serão aprovados os nomes dos candidatos para as Legislativas de outubro. 

Reprogramação dos fundos comunitários corrigiu injustiças com o Baixo Alentejo

Pedro do Carmo considera que o resultado da reprogramação dos fundos comunitários foi positiva para o Baixo Alentejo e que veio corrigir um quadro comunitário, que foi negociado pelo PSD e pelo CDS em "desfasamento com a realidade do país, com a segurança e com o acesso dos cidadãos aos principais serviços públicos e centros urbanos".
 

Deputado alentejano em defesa do Mundo Rural na Roménia

O deputado alentejano Pedro do Carmo – eleito pelo PS no círculo de Beja – foi o eleito do seu partido para o representar na Reunião Interparlamentar da Política Agrícola Comum e das políticas de Coesão que decorreu, esta semana, em Bucareste, capital da Roménia.

A Roménia é o país que preside ao Conselho Europeu neste semestre e é num quadro europeu de grande complexidade, que a União Europeia está a debater propostas de reforma da Política Agrícola Comum após 2020 e das políticas de coesão.

PS de Beja arrasa Comissão Nacional de Eleições

Para o PS do Baixo Alentejo a interpretação feita pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) da lei relativa à publicidade institucional das entidades públicas é "sem pés nem cabeça". Em comunicado Pedro do Carmo, líder dos socialistas de Beja e deputado da Assembleia da República acusa a CNE de "querer que as Autarquias locais, durante o período eleitoral para o PE, suspendam a sua ação, prevista em planos de atividade e orçamento, sustentada em oportunidades de aproveitamento de financiamentos comunitários ou impulsionadas pelas dinâmicas das comunidades e dos territórios".

Ingleses interessados na Fábrica Solar de Moura

A garantia é dada pelo Deputado do PS eleito por Beja, Pedro do Carmo, e pelo Presidente do Município de Moura, Álvaro Azedo, que defendem estar a procurar "encontrar eventuais interessados em retomar o funcionamento de um dos pilares da economia local e do emprego no concelho de Moura".

Novo concurso para remodelação do Posto da GNR de Barrancos

Foi publicado no Diário da República a Portaria que permite a abertura de um novo concurso para a realização de uma empreitada de obras públicas para remodelação de edifício para o Posto Territorial da GNR de Barrancos, depois do último concurso ter ficado deserto.

Eletrificação da linha ferroviária Beja Casa Branca incluída no OE 2019

O PEV propôs e a bancada parlamentar do PS viabilizou. A proposta sobre a eletrificação da linha ferroviária entre Beja e Casa Branca foi ontem aprovada e passa a incluir o Orçamento do Estado de 2019.

Finou-se a ameaça do petróleo na Costa Alentejana

A Galp e a Eni tomaram a decisão de abandonar o projeto de prospeção e eventual exploração de petróleo na bacia marítima do Alentejo.

É uma decisão sensata, que resulta da luta de muitos para que a ameaça sobre a costa vicentina e sobre o mar alentejano fosse combatida e eliminada.

Baixo Alentejo vai receber mais 7,5 milhões deste Orçamento do Estado

Para Pedro do Carmo a proposta de Orçamento de Estado para 2019, apresentada pelo Partido Socialista, "mantém a estratégia consistente de reposição dos rendimentos dos portugueses, com aumentos dos salários dos funcionários públicos e aumentos extraordinários das pensões".

Páginas