Está aqui

Energia Fotovoltaica

Reserva da Biosfera da UNESCO no Alentejo vai instalar centrais solares em edifícios públicos

Castro Verde, Reserva da Biosfera da UNESCO, está a investir na produção de energia limpa e renovável, num investimento de 300 mil euros, com o Consórcio Wattosun – Enforce.

Ao todo o Município alentejano vai instalar 1 650 painéis no concelho, com o propósito de produzir energia fotovoltaica, uma das alternativas energéticas com maior potencial no futuro, obtida a partir da luz solar, totalmente limpa, renovável e com disponibilidade infinita.

Espanhóis numa corrida com o Alentejo pela energia solar

A espanhola elétrica Iberdrola quer rivalizar com a maior central fotovoltaica da Europa, que irá nascer no Alentejo, segundo está a avançar a agência Bloomberg, e já deu início ao processo de construção na região castelhana da Extremadura de um empreendimento solar de 590 megawatts, num investimento de cerca de 300 milhões de euros, estando ainda dependente do resultado de avaliação de impacte ambiental.

Pegões vai ter cerâmica a energia 100% fotovoltaica

A Cerâmica de Pegões prepara-se para um projecto pioneiro de energia solar, aliada à plataforma GoParity e pertende investir cerca de 275 mil euros para vir a alimentar a produção da fábrica a 100% com energia fotovoltaica.

Governo aprovou investimentos de 50 milhões em centrais fotovoltaicas em Évora

O Governo já autorizou, a nível nacional, 29 centrais fotovoltaicas sem tarifa subsidiada, que correspondem a 967 megawatts de potência instalada e a um investimento potencial de cerca de 740 milhões de euros.

Deste montante cerca de 61 megawatts de potência instalada autorizada, representando 3 centrais e um investimento previsto de cerca de 50 milhões de euros, está localizada precisamente no distrito de Évora, região do Alentejo que a par do Algarve constitui um dos locais que mais têm atraído os investidores.

PRODUÇÃO FOTOVOLTAICA NO ALENTEJO FORÇA REN A NOVOS INVESTIMENTOS

O aumento da produção fotovoltaica no Alentejo leva a Redes Energéticas Nacionais (REN) a propor no seu Plano de Desenvolvimento e Investimento na Rede de Transporte de Eletricidade, o PDIRT-E, que está em consulta pública desde ontem, a propor um investimento de cerca de 70 milhões de euros em projetos para receber a nova produção fotovoltaica entre Ferreira do Alentejo e Ourique e que entre projetos instalados e pedidos de instalação, totaliza mais de 3 mil megawatt de energia produzida.