Está aqui

Descoberta

Descoberta nova espécie de borboleta noturna no Alentejo

Uma nova espécie de borboleta noturna foi descoberta na costa Sudoeste alentejana, que se encontra “potencialmente sob elevado risco de extinção”, alertam os investigadores do Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos (Cibio-InBio) da Universidade do Porto.

A descoberta foi publicada na SHILAP Revista de Lepidopterologia e decorreu durante trabalhos de campo, realizados entre Vila Nova de Milfontes e o Cabo Sardão, para encontrar “borboletas do género Ypsolopha, que em Espanha se alimentam de plantas género Ephedra”.

Universidade de Évora descobre nova planta em Vila Nova de Milfontes

A Universidade de Évora anunciou a descoberta de uma nova planta endémica, “rara e fortemente ameaçada”, que cresce em charcos temporários e está “restringida a nível mundial a pequenas áreas da Costa Vicentina”, revela a agência Lusa.

A planta, denominada Helosciadium milfontinum, foi descoberta no âmbito de um estudo conjunto entre a Universidade de Évora (UÉ) e botânicos da Universidade de Oviedo, em Espanha.

VILA VIÇOSA: DESCOBERTO AQUEDUTO SUBTERRÂNEO

No início do mês, uma equipa de técnicos realizava tarefas de identificação e de registo fotográfico das cisternas existentes em Vila Viçosa (Évora) - ao abrigo de um projeto que visa um levantamento do património subterrâneo da “princesa do Alentejo” - quando por acaso encontrou este aqueduto subterrâneo datado do séc. XVII.

O achado foi realizado no Convento dos Capuchos (séc. XVII) e que já serviu de casa a franciscanos e capuchinhos, sendo atualmente a residência das Irmãs Escravas do Divino Amor.