Está aqui

Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP)

Produtores alentejanos de vinho e azeite criam curso profissional

Vários produtores de vinho e azeite do distrito de Évora juntaram-se ao Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para criar o curso inovador de Operador Agrícola Especializado, que alia a teoria à prática, e que tem início a 7 de novembro.

Segundo o jornal Sul Informação, esta é uma formação remunerada, com uma forte componente prática em contexto real de trabalho, estágio assegurado e elevada empregabilidade.

Números do desemprego sobem no Alentejo

A região do Alentejo registou, no passado mês de agosto, um aumento do número de desempregados inscritos nos centros de emprego. Este aumento foi de 1,7% comparativamente aos números registados no mês de julho, o que, segundo dados divulgados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), citado pela Rádio Pax, se traduz em mais 206 desempregados no Alentejo, região que, no final de agosto, contava com 12 608 pessoas sem emprego.

Repsol abre 40 vagas para nova formação no complexo de Sines

A Repsol vai avançar com uma nova formação, em parceria com o IEFP, para Técnicos de Operação de Unidades Industriais, para integrar os trabalhos do complexo industrial da Repsol, em Sines.

De acordo com o jornal ECO, o novo curso de OPUI – Operação para Unidades Industriais tem 40 vagas e as candidaturas decorrem até 25 de maio, com o curso a arrancar na primeira quinzena de setembro.

IEFP investe 1,5 milhões para formação aeronáutica em Ponte de Sor

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) vai investir mais de 1,5 milhões de euros em Ponte de Sor para formar trabalhadores na área industrial e no setor ligado à aeronáutica, avança a agência Lusa.

Em comunicado, a Câmara Municipal de Ponte de Sor divulgou que hoje, terça-feira, pelas 11:00, vai ser assinado um protocolo com o IEFP para a cedência do espaço onde será criado este novo polo de aprendizagens.

Desemprego diminui 18% no Alentejo

No final de setembro estavam inscritos nos Centros de Emprego do Alentejo 14 876 desempregados, menos 3 276 indivíduos do que em setembro do ano passado. Os dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) indicam que o desemprego caiu, assim, 18% face a período homólogo.

Ainda de acordo com os mesmos dados, citados pela Rádio Pax, o Algarve e o Alentejo foram as regiões onde se registou a maior quebra do desemprego.

Alentejo com menos inscritos nos centros de emprego

O Alentejo registou o maior decréscimo do número de inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), em maio.

Face ao período homólogo de 2020, a redução foi de 11,7% enquanto que a média nacional foi de uma redução de 5,1%.

Ao todo, em Portugal, estes dados, significam menos 21.705 desempregados inscritos nos centros de emprego se compararmos com abril passado, onde se registava já uma quebra.

Em maio registaram-se 402.183 desempregados, o menor número desde dezembro de 2020.

 

Imagem de rtp. pt

Número de desempregados inscritos sobe no Alentejo

O número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 29,6% em dezembro em termos homólogos e 1,0% face a novembro, segundo o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

De acordo com os dados do IEFP, citados pelo jornal A Planície, estavam registados nos serviços de emprego do continente e regiões autónomas 402.254 desempregados, um número que representa 69% de um total de 582.926 pedidos de emprego.