Está aqui

EFMA

Associação ambientalista alerta que uso da água do Alqueva é “insustentável”

A ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável alertou hoje que “o uso da água do Alqueva está muito longe de ser sustentável” e a expansão da área de regadio do empreendimento põe “em causa” a margem de segurança para rega, avança a Lusa.

Este alerta surge num comunicado em que é feita uma avaliação à utilização da água disponibilizada pelo Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) e a propósito do Dia Nacional da Água, que é celebrado hoje, quinta-feira.

Baixo Alentejo: investimentos em Alqueva vão chegar aos 2,7 mil milhões de euros

BEI e BCE vão financiar os 236 milhões que serão necessários para concluir a segunda fase da expansão da área de regadio do Alqueva, que passará dos atuais 120 mil hectares para 170 mil hectares. Esta obra, prevê-se, estará concluída em 2023.

Se somarmos a este valor os investimentos que já foram feitos no EFMA – Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva, chegamos a um valor próximo dos 2 mil e 700 milhões de euros de investimento no Baixo Alentejo naquela empreendimento, 2 mil milhões dos quais executados entre o início da obra e 2012