Está aqui

CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora

Évora comemora Dia Mundial da Dança com espetáculo e Masterclass

O Dia Mundial da Dança vai ser celebrado nesta quinta-feira, dia 29 de abril, este ano ainda em contexto de pandemia, mas com a cultura já desconfinada, através de espetáculos em palco, aulas e oficinas de norte a sul do país.

De acordo com a agência Lusa, a Companhia Nacional de Bailado (CNB) abrirá Teatro Camões em Lisboa, marcando ainda presença em outras cidades portuguesas, como Almada, Aveiro, Évora e Leiria.

Companhia de Dança de Évora estreia-se em Lisboa com “Ensaio sobre a Cegueira”

A Companhia de Dança Contemporânea de Évora (CDCE) vai estrear-se, no sábado, no ROOF Dance Festival, em Lisboa, com “Ensaio sobre a Cegueira”, baseada na obra com o mesmo título de José Saramago.

Em comunicado enviado à Lusa, a companhia explica que esta é uma obra com coreografia de Nélia Pinheiro, da CDCE, que resulta “do culminar de um percurso de experimentação coreográfica em torno do comportamento humano perante situações de crise, violência e isolamento”.

Festival de Dança Contemporânea realiza-se em Évora apesar da pandemia

O Festival Internacional de Dança Contemporânea vai realizar-se em Évora, entre 27 de setembro e 10 de outubro, apesar da pandemia.

A Companhia de Dança Contemporânea de Évora (CDCE), citada pela Lusa, indicou que o festival vai ter “uma programação reestruturada, de forma a responder ao atual contexto de pandemia”, com espetáculos ao vivo e conteúdos online. Os espetáculos e performances de “pequeno formato” para “plateias reduzidas” serão apresentados ao ar livre e numa igreja, e terão “o objetivo de, através da dança contemporânea, devolver alguma normalidade à vida”.

Companhia de Dança de Évora vai atuar na Dinamarca

A CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora vai dar início à nova temporada com a apresentação de Tristão e Isolda, a mais recente criação da coreografa Nélia Pinheiro,.

Em setembro, a obra será apresentada em Oeiras e no Posthus Teatret, em Copenhaga, capital da Dinamarca.

Esta criação estreou.se em maio, em Castelo Branco, por ser uma encomenda do Município de Castelo Branco à coreógrafa Nélia Pinheiro, numa parceria com a CDCE como entidade co-produtora.