Está aqui

Cultura

Campo Arqueológico de Mértola premiado pela Universidade de Córdoba

O Campo Arqueológico de Mértola (CAM) recebeu ontem, dia 10 de outubro, o "IV Prémio Sísifo a la Investigación, Defensa y Difusión del Património Arqueológico" 2019, atribuído pela Associação Arqueología Somos Todos, da área de arqueologia da Universidade de Córdova.

História Curiosa da Medicina- Uma sugestão Tribuna

Na Grécia Antiga, Hipócrates – “o pai da medicina” – acreditava que a única maneira de saber se uma mulher estava grávida era introduzir uma cebola na vagina e mantê-la lá durante a noite. Se no dia seguinte o legume conservasse o seu sabor, isso queria dizer que estava grávida. Poderiamos escolher um exemplo menos gráfico para apresentar esta História Curiosa da Medicina, mas este serve bem para mostrar as histórias que nos traz o médico espanhol e divulgador científico, Pedro Gargantilla.

Santiago do Cacém recebe sessão especial "A Herdade" com a participação dos atores

O filme "A Herdade", realizado por Tiago Guedes, e produzido por Paulo Branco, está em exibição dia 12 de outubro, pelas 21h30, no Auditório Municipal António Chainho, em Santiago do Cacém. 

Os atores do filme Ana Vilela da Costa, Rodrigo Tomás e João Pedro Mamede estarão presentes nesta sessão especial.

Dieta Mediterrânica Património Cultural da Humanidade em Odemira

A Exposição “Dieta Mediterrânica Património Cultural Imaterial da Humanidade” vai estar patente ao público na Biblioteca Municipal José Saramago, em Odemira, entre os dias 10 e 29 de outubro.

O que Faço? Tenho Cancro da Mama

Ao longo de mais de 30 anos de carreira, a cirurgiã oncológica especialista em cancro da mama, Emília Vieira, ouviu inúmeras perguntas de mulheres que são confrontadas com este diagnóstico. “Porquê a mim? O que faço agora? Como vou contar à minha família? Tenho de fazer quimioterapia? O meu cabelo vai cair?”. Todos os anos aparecem 6 mil novos casos, o que significa 11 por dia.

O jornalista revolucionário e militante, homenageado na Casa do Alentejo

A Direcção da Casa do Alentejo, a Comissão Executiva e Conselho Nacional da CGTP-IN, a Direcção de "A Voz do Operário" e o PCP, organizam uma sessão de homenagem ao jornalista e sindicalista Fausto Gonçalves e aos 120 anos que marcam a data do seu nascimento. 

"La Grand Chapelle" no Panteão dos Duques de Bragança em Vila Viçosa

Vila Viçosa recebe o concerto “La Grand Chapelle” no Panteão dos Duques de Bragança (Igreja do Mosteiro dos Agostinhos), no próximo sábado, dia 12 de Outubro, com início pelas 18 horas. A direção está a cargo do maestro Albert Recasens,

A iniciativa será precedida de uma conferência a cargo de Bernardette Nelson e está integrada nas XXII Jornadas Internacionais sobre a Escola de Música da Sé de Évora e as ligações à Música do Paço Ducal de Vila Viçosa, organizadas pela EBORAE MVSICA.

A entrada é livre.

Vocalistas querem elevar o cante alentejano à "World Music"

Os Vocalistas completam 5 anos de actividade antes do final deste ano. E se começaram como grupo de música tradicional Alentejana, apenas com um único instrumento além das vozes, a Viola Campaniça, o percurso de 5 anos acrescentou à banda tanto experiência, como novos intrumentos como percussões, beatbox, acordeão, bem como arranjos vocais pouco utilizados no Cante Alentejano, dando assim uma nova roupagem à nossa música e tornando-a  mais virada para as Músicas do Mundo.

Salvador Sobral hoje em Portalegre

Esta noite, Salvador Sobral, vencedor do Festival da Eurovisão em 2017, vai atuar no Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre (CAEP).

Pelas 21h30, o cantor português vai apresentar o seu novo álbum, “Paris, Lisboa”, com músicas já conhecidas do grande público, mas outras canções inéditas de autores da sua preferência e inovações.

Salvador far-se-á acompanhar dos habituais Júlio Resende, ao piano, André Rosinha, no contrabaixo e Bruno Pedroso, na bateria.

 

Imagem de wikipedia.org

Portalegre celebra cinquentenário da morte do brilhante José Régio

Será um dos versos mais conhecidos da poesia em língua portuguesa “Não sei para onde vou - Sei que não vou por aí!” e pertence a José Régio, o escritor que nasceu em Vila do Conde e que passou boa parte da sua vida em Portalegre, a ensinar.

Este ano, após 50 anos da sua morte, a cidade alentejana tem-se desdobrado em iniciativas, juntamente com Vila do Conde, como exposições, ciclos de cinema, conferências e reedições num programa que durará até 2020.

Páginas