Está aqui

Cultura

ELVAS: “A HERANÇA NAZI” NO FORTE DA GRAÇA

“A Herança Nazi” é este o nome do segundo livro de Pedro Inocêncio e que será apresentado, amanhã, domingo, 24 de setembro, pelas 15.00 horas, no Forte da Graça, em Elvas.

“A Herança Nazi” é um romance histórico peculiar e promete ser um thriller perturbador e desconcertante, romântico e ousado, misturando ficção e realidade.

MUSEU DA PAISAGEM VAI SER REALIDADE NO ALENTEJO

Vai nascer em breve o Museu da Paisagem, direcionado para a salvaguarda da paisagem e do património imaterial do Alentejo.

O acordo já foi assinado por Bengalinha Pinto - Presidente da Câmara Municipal de Viana do Alentejo e Ceia da Silva - Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo,.

A cerimónia decorreu no recém-requalificado Paço dos Henriques, em Alcáçovas.

HÁ UMA PROCISSÃO ALENTEJANA QUE CHEGA A TER 4 QUILÓMETROS DE EXTENSÃO

Embora a organização não tenha números objetivos acerca do número de fiéis que participaram na quarta-feira na Procissão dos Pendões, em Elvas, garante que em extensão da procissão contabilizou 4 quilómetros. 

A Procissão dos Pendões é considerada o ponto alto das tradicionais festas do Senhor Jesus da Piedade e Feira de São Mateus que decorrem até dia 1 de outubro, na cidade de Elvas e, por isso é considerada como uma das maiores manifestações religiosas do país.

REGUENGOS DE MONSARAZ CELEBRA PATRIMÓNIO E NATUREZA COM CAMINHADA, PADINHAS E CHÁ

Reguengos de Monsaraz vai participar a 23 de setembro nas Jornadas Europeias do Património com a caminhada “Escritas no Horizonte”, acompanhada pelo "Mestre Tavares" especialista em reconhecimento de plantas aromáticas e medicinais.

 O ponto de encontro para a caminhada é no Largo D. Nuno Álvares Pereira, em Monsaraz, às 9h, e a chegada será na praia fluvial de Monsaraz, cerca das 12h, onde haverá um piquenique partilhado. A autarquia vai oferecer padinhas com ervas doces para o repasto e o Mestre Tavares fará chá com as ervas apanhadas pelos participantes durante a caminhada.

A FUGA DE INTELECTUAIS ALENTEJANOS À GUERRA COLONIAL NUM DOCUMENTÁRIO DE LUÍS GODINHO

Em 15 minutos "O Salto", o mais recente documentário do jornalista eborense Luís Godinho, revela-nos a Évora dos finais da década de 60, e de como um grupo de jovens, para escapar à Guerra Colonial, prepara o "salto" para França ou para a Holanda.

VIANA DO ALENTEJO INAUGUROU NOVA BIBLIOTECA COM O HUMORISTA ALENTEJANO JORGE SERAFIM

O Município de Viana do Alentejo inaugurou no passado dia 15 de setembro, em Viana do Alentejo, a nova Biblioteca Municipal, no antigo edifício da antiga Escola de S. João.

Na cerimónia de inauguração estiveram o presidente do Município, Bengalinha Pinto, o Diretor da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Silvestre Lacerda, e a Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira, entre populares.

FESTIVAL DE SINES VENCE PRÉMIO EUROPEU

O Festival Músicas do Mundo de Sines venceu ontem à noite o prémio da Plataforma Europeia de Festivais (EFFE), o maior reconhecimento internacional até hoje alcançado,nas suas 19 edições.

HÁ UMA FEIRA NO ALENTEJO QUE FAZ ESTE MÊS 266 ANOS

A célebre centenária Feira d'Aires, em Viana do Alentejo, no Alentejo Central, celebra este ano 266 anos e tem preparados 4 dias dedicados ao que de mais genuíno se produz naquela região, sejam os queijos, a doçaria e a olaria, como também o artesanato e a música.

COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS E ARQUITETURA – UMA INVASÃO DE CINEMA EM ÉVORA

Évora será a tela de projeção de várias iniciativas que visam a promoção vários temas através do cinema.

De 21 a 23 de setembro, decorrerá o Festival de Cinema Heritales que celebra os Patrimónios Cultural da Humanidade, este ano sob a temática das “Comunidades Sustentáveis”.

VEM AÍ UM MERCADO… CRIATIVO

Durante dois dias - 22 e 23 de setembro – Évora vai ter um mercado diferente que vai misturar o comércio com a arte, a gastronomia e a cultura.

Será o “Évora Creative Market”, no Páteo de São Miguel, e onde vai poder comprar quase tudo, desde roupa, a acessórios, calçado, entre outros, em segunda mão. Ao vivo estarão artesãos a trabalhar e se a fome apertar pode comer numa das barraquinhas presentes.

Não faltará animação com o jazz de “O Quarteto”, na sexta ou o fado de Paulo Bragança, no sábado.

Páginas