3 Dezembro 2016      09:44

Está aqui

ZORRINHO DEFENDE INTERNET LIVRE EM TODO O GLOBO

Carlos Zorrinho, o eurodeputado eborense, relator da iniciativa WIFI4EU, defendeu ontem na reunião plenária de Bruxelas uma internet aberta, livre de ingerências e tecnologicamente neutral que se estenda a todo o globo.

“Na governação da Internet, a União Europeia pode ter orgulho do trabalho feito”, afirmou o deputado Carlos Zorrinho, para quem “a opção por uma internet aberta, de acesso universal, inclusiva e ao serviço dos cidadãos, informa e motiva a iniciativa WIFI4EU”. Carlos Zorrinho foi mais longe ao defender também que o modelo democrático europeu de acesso à internet deve ser encorajado em todo o mundo e integrar mesmo as diretivas de cooperação externa da União Europeia.

O  eurodeputado socialista considerou ser “fundamental garantir que com a nova revolução digital e com as novas plataformas tecnológicas, a Internet continue a ser uma rede aberta, livre de ingerências, tecnologicamente neutral e capaz de conciliar a abordagem de mercado com as dimensões sociais da inclusão, da universalização do acesso e da generalização de serviços de utilidade pública”.

Defendendo que “a União Europeia tem sido um parceiro determinante na afirmação duma visão aberta e plural na governação da Internet", com "parcerias globais bem-sucedidas" que contrariaram os "arautos do controlo da internet",  Zorrinho preconiza que “esta perspetiva europeia, vencedora no plano global, tem que ser também a abordagem prevalecente na concretização da Agenda Digital e no desenvolvimento do Mercado Único Digital”.

Estas declarações surgem na véspera do Fórum Global de 2016, que decorrerá em Guadalajara, México, entre 6 e 8 de Dezembro, onde será debatido o modelo de governação da internet, num momento em que a Rússia parece estar a ganhar a guerra da informação nas redes e é vista como capaz de ter influenciado as eleições norte-americanas através de propaganda direcionada ao eleitor americano através da internet.

A WIFI4EU

A iniciativa WIFI4EU pretende promover a conectividade Wi-Fi gratuita para cidadãos e visitantes em espaços públicos como parques, praças, edifícios públicos, bibliotecas, centros de saúde e museus em toda a Europa entre 2017 e 2019 e conta com um orçamento global de 120 milhões de euros, sobretudo para financiar antenas de hi-fi de última geração.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.