21 Abril 2018      10:55

Está aqui

Há um alentejano nos melhores do mundo na Fotografia

Que o Alentejo é cenário pródigo a grandes fotografias sabe-se, mas agora o Alentejo tem também um dos melhores fotógrafos do mundo, o eborense Edgar Martins e que foi eleito pelo “Sony World Photography Awards” como o melhor fotógrafo do mundo na categoria “Natureza-Morta”.

É o primeiro português a vencer esta competição e foi o único fotógrafo nomeado para três categorias no evento organizado pela World Photography Organisation.

A grande vencedora do concurso que decorreu em Londres, Inglaterra, foi a britânica Alys Tomlinson e que foi selecionada de entre os vencedores das 10 categorias do Concurso Profissional, entre eles, Edgar Martins.

Edgar Martins foi distinguido com o segundo lugar na categoria Arquitetura com a série de fotos “A Impossibilidade Poética de Conter o Infinito” - feito em centrais hidroelétricas em Portugal, instalações da Agência Espacial Europeia e fábricas de automóveis na Alemanha - e tendo sido ainda finalista na categoria “Descoberta do Concurso Profissional” e muito elogiado com uma seleção de imagens adicional da série “Silóquios e Solilóquios sobre a Morte, a Vida e outros Interlúdios”.

Esta série representa uma variedade de cartas e outros objetos usados em crimes e suicídios e foi produzida no Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses (INMLCF) em Portugal, onde são tratadas provas recolhidas pela polícia, como notas de suicídio, cartas e outros objetos usados em suicídios e crimes.

Nascido em Évora, Edgar Martins viveu em Macau e vive agora no Reino Unido. Formou-se na London College of Printing & Distributive Trades e na Royal College of Art (London) e foi o único fotógrafo a conseguir dois prémios Sony na edição 2018.

 

Imagem de i.ytimg.com

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.