16 Maio 2018      15:43

Está aqui

Tribunal de Évora condena homicida de Alcáçovas a 23 anos de cadeia

O Tribunal de Évora condenou hoje Joaquim Ganso a 23 anos de prisão efetiva por este ter assassinado a mulher com uma navalha a 6 de maio de 2017 num jardim público em Alcáçovas, Viana do Alentejo.

O  tribunal deu assim como provados os crimes de homicídio qualificado e de violência doméstica de que o homem estava acusado pelo Ministério Público (MP) e para além dos 23 anos de prisão, o homicida estará ainda obrigado ao pagamento de indemnizações de 45 mil euros a cada filho.

Joaquim Ganso estava em prisão preventiva em Beja desde a altura do homicídio. A defesa de Joaquim Ganso já admitiu recorre da sentença.

Imagem de capa de Donald Tong.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.