19 Fevereiro 2020      15:14

Está aqui

Tragédias e dramas do povo nas Brincas de Évora, em exposição até junho

Brincas de Carnaval dos Canaviais

 As Brincas são uma forma de teatro tradicional que sobrevive em comunidades rurais de Évora que as têm como marca identitária. Diferenciam-se de outras práticas teatrais tradicionais pela renovação e criação de textos dramatúrgicos. Anualmente cada grupo decide se representa um texto que já está na sua posse (e que já foi representado no passado do grupo) ou se encomenda uma nova peça a um dramaturgo local. Estes textos respeitam uma estrutura que é ditada pelos momentos ritualizados do espetáculo (comuns a todas as representações de todos os grupos) e uma forma (são escritos em décimas) mas gozam de inteira liberdade criativa no tema e no tratamento do mesmo.

As Brincas de Évora, uma forma de teatro comunitário que acontece durante o Carnaval, são criadas ou recriadas por grupos informais que se organizam anualmente para a construção e execução de uma dramatização popular durante a época carnavalesca. Os grupos escolhem e ensaiam textos escritos em décimas, misturam tragédias e dramas, e são uma manifestação  muito rica e complexa da Cultura Popular.
As Brincas Carnavalescas são uma antiga tradição performativa da região de Évora, sendo que atualmente estão em atividade dois grupos de brincas de adultos, as Brincas de Carnaval dos Canaviais e as Brincas de Carnaval do Rancho Folclórico Flor do Alto Alentejo, e um grupo de brincas infantil, Escolinha de Brincas da Casa do Povo dos Canaviais.

O Convento dos Remédios recebe, entre 20 de fevereiro e 30 de junho, a exposição “Brincas de Carnaval de Évora – uma manifestação do património cultural imaterial do concelho de Évora”, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira entre as 9h30 e as 12h30  e  entre as 14h00  e as 17h30.

 

Fonte: CME e memoriamedia.pt
 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.