22 Dezembro 2017      17:23

Está aqui

SOMINCOR: GREVE DOS MINEIROS DE CASTRO VERDE NÃO FOI ALÉM DOS 7%

A SOMINCOR, subsidiária da Lundin Mining Corporation, adianta em comunicado que a greve convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) para os trabalhadores da mina Neves-Corvo, em Castro Verde, no Baixo Alentejo e "que teve início hoje às 6:00" rondou, ao fim da manhã, os 7%.

A empresa acusa ainda o sindicato de estar a dificultar o acesso dos trabalhadores ao local de trabalho que "tiveram de esperar em fila de trânsito, em média, 2 horas para aceder às instalações", o que considera "uma situação inconstitucional".

A SOMINCOR vai mesmo mais longe e diz-se decepcionada pelo "facto de o STIM ter optado por uma ação de greve, apesar das recentes e profícuas negociações, durante as quais foi alcançada uma Posição de Princípio relativamente a novos turnos para trabalhadores do fundo da mina"

A greve decorre até dia 30 e é a terceira paralisação dos trabalhadores este ano, que reivindicam a antecipação da idade da reforma dos funcionários das lavarias, progressão nas carreiras e a revogação das alterações na política de prémios.

A SOMINCOR contesta ainda o modelo de greve "dado o tempo necessário para iniciar ou terminar a atividade das lavarias, a decisão do STIM de intercalar três dias de greve com dias de trabalho normais durante o período de Natal significa que" a empresa é forçada "parar a produção durante 6 (seis) dias. Por esta razão, considera a greve "mal-intencionada e ilegal".

A mina de Neves-Corvo está concessionada à SOMINCOR - Sociedade Mineira de Neves-Corvo S.A. que é, desde novembro de 2006, subsidiária da Lundin Mining Corporation.

A SOMINCOR - Sociedade Mineira de Neves-Corvo S.A., foi constituída em 24 de julho de 1980, após ter sido descoberto, em 1977, um depósito de sulfuretos contendo quantidades significativas de metais básicos, predominantemente cobre, estanho e zinco. Neves-Corvo é uma mina subterrânea onde existem cinco jazigos de sulfuretos maciços: Neves, Corvo, Graça, Zambujal e Lombador.

Atualmente, a empresa produz concentrado de cobre, zinco e chumbo. O minério é processado no local e os rejeitados são depositados no reservatório do Cerro de Lobo a cerca de 3 km da Lavaria. Os concentrados são expedidos para os clientes por via ferroviária (cobre e zinco) e via rodoviária (chumbo).

Imagem de capa de hexagongeospatial.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.