24 Dezembro 2018      08:31

Está aqui

Sines pode tornar-se a principal porta de entrada de gás natural na Europa

A convicção é da Redes Energénitas Nacionais (REN) que celebrou em comunicado a entrada do navio número 500 (escalas) este sábado no Porto de Sines para descarregar gás natural no porto alentejano. Sines já é considerada a principal porta de entrada daquela energia no país, já que 55% do Gás Natural Liquefeito (GNL) que entrou no país em 2017 foi feito via Sines, mas a expectativa do porto é subir essa quota para 70% quando as contas foram feitas em referência a 2018.

“As características desta infraestrutura, a sua localização, eficiência operacional e permanente disponibilidade fazem com que seja cada vez mais procurado pelos operadores...é uma infraestrutura crítica na garantia da segurança de abastecimento de gás natural para Portugal”, salientou o administrado da REN, no comunicado.

O país conta já com mais de 1,3 milhões de consumidores de gás natural e Sines é escolha de países como Nigéria, Qatar, Estados Unidos da América e Argélia para descarregar o GNL.

Imagem de capa de kenro oshita

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.