27 Junho 2016      15:17

Está aqui

SERÁ POSSÍVEL SORRIR, DANÇAR E CANTAR DEPOIS DA MORTE?

A 34ª produção d'a BRUXA teatro' é uma interpretação da peça “Constatin Gavrilovitch acaba de se matar”, de Rui Pina Coelho, com direção e conceção de Pedro Filipe Mendes, que tem estreia marcada para 6 de julho, às 21h30, prometendo ser uma festa sensorial através da música, do objeto cénico, numa partilha multidisciplinar de conceitos e abordagens.

“Constantin Gavrilovitch acaba de se matar”, de Rui Pina Coelho, começa a partir da última frase do texto de Anton Tchekov A Gaivota, “O Konstantin Gavrilovich matou-se com um tiro”. Interrogando-se sobre o depois, depois da morte, desta morte simbólica, ou de todas as outras mortes, como dormimos, sorrimos, dançamos ou cantamos? Será que é possível continuar a vida normalmente? Mas se a morte é aceitável, será que um mundo sem teatro, um mundo sem arte, um mundo sem nada de novo, também o é? Será possível viver nele? Estas e outras questões sobem ao palco eborense em breve.

Imagem daqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.