19 Abril 2019      19:06

Está aqui

Romaria antiga a cavalo leva cerca de um milhar de romeiros a Viana do Alentejo

Não há uma data precisa que registe quando começou a tradição dos lavradores da Moita de se fazerem deslocar a cavalo para uma romaria ao Santuário de Nossa Senhora D'Aires, em Viana do Alentejo, para pedir protecção e a benção para as colheitas. O que se sabe é que esta romaria ficou interrompida por cerca de 70 anos, até que foi recuperada em 2001.

De lá para cá a iniciativa tem ganho projecção nacional e, com ela, o número de romeiros, que, seguindo o caminho da antiga Canada Real a cavalo, faz 150 quilómetros, durante 4 dias, em ambiente de confraternização, que termina numa grande festa naquela vila alentejana.

O evento, que obriga a uma grande logística envolve as Câmaras da Moita e de Viana do Alentejo, da Associação dos Romeiros da Tradição Moitense e da Associação Equestre de Viana do Alentejo e tem este a actriz Alexandra Lencastre como madrinha.

A partida na Moita está marcada para bem cedo, a 24 de abril, com a imagem de Nossa Senhora da Boa Viagem, que se irá juntar à imagem de Nossa Senhora D’Aires à chegada dos romeiros a Viana do Alentejo, prevista para dia 28, por volta das 17:00.

O Município de Viana do Alentejo preparou um programa cultural para dia 27, “para receber os muitos visitantes”, mas a animação começa na noite anterior, em Alcáçovas, onde os romeiros vão pernoitar, com atuações de grupos de sevilhanas e flamenco e um baile para todos os participantes.

A 28 a chega a Viana do Alentejo é triunfal, com a população a dar as boas vindas aos romeiros, engalanando as janelas e varandas, e as ruas da vila enchem-se de música e dança, com actuações de cante alentejano, de grupos de música popular e do Grupo de Bombos Toca a Bombar.

No fim-de-semana, a festa passa para uma tenda montada junto do Santuário de Nossa Senhora D’Aires, com música, baile, sevilhanas, flamenco e a Tuna do Polo de Viana do Alentejo da Universidade Popular Túlio Espanca da Universidade de Évora.

A festa, que tem tanto de profana como de religiosa, inclui duas procissões, uma na noite de sábado, às 21h00, e outra no domingo de manhã, seguida de missa campal no santuário, a partir das 10h00.

Em 2011 a Romaria a Cavalo foi distinguida com o Prémio Mais Alentejo, na categoria “Mais Tradição” e, em 2013, com uma menção honrosa, na categoria eventos, dos Prémios “Turismo do Alentejo”.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.