5 Outubro 2017      16:43

Está aqui

REDONDO ATRIBUI PRÉMIO HERNÂNI CIDADE A ANA ISABEL NEVES

O prémio Prémio Literário Hernâni Cidade 2017 foi atribuido pelo município alentejano de Redondo a Ana Isabel Neves e à obra "A mulher na esquina do parque".

Ana Isabel Neves é de Feijó, Almada e venceu o prémio literário anual daquela Vila Alentejana, que homenageia a memória do professor e escritor Hernâni Cidade, natural da vila.

Professor, ensaísta, historiador, crítico literário, Hernâni António Cidade (1887-1975) era natural do Redondo, distrito de Évora. Seu pai, António Cidade, era carpinteiro de carros e foi ao som da “orquestra da serra e do malho” que Hernâni cidade disse ter aprendido a exatidão do trabalho, o valor do esforço, o sagrado cumprimento das tarefas. António Cidade, para além de artífice, cantava baladas e histórias, recitava versos de Augusto Gil, Guerra Junqueiro, António Nobre: à noite, ao serão, envolvia os filhos e os netos naquele universalismo alentejano, onde ressoava ainda a estepe, há pouco desaparecida.

Doutorado em Filologia Românica, foi professor de liceu e das faculdades de Letras do Porto e de Lisboa e contribuiu para o estudo da história da cultura e da literatura portuguesa, da qual é considerado um grande especialista, tendo-se notabilizado pelos seus ensaios sobre Camões.

Colaborador de A Águia, Seara Nova e do Primeiro de Janeiro, entre outros títulos da imprensa periódica, codirigiu o Diário Liberal e deixou o seu nome ligado à fundação da Colóquio: Revista de Artes e Letras e da Colóquio/Letras.

Hernâni Cidade nasceu em Redondo em 1887 e faleceu em Évora em 1975.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.