8 Setembro 2020      10:10

Está aqui

Projeto Sonotomia volta ao Alentejo para recolher paisagens sonoras

O projeto europeu Sonotomia, inaugurado em 2019 no Alentejo, irá voltar aos concelhos de Odemira, Santiago do Cacém, Sines, Grândola e Alcácer do Sal entre 14 e 21 de setembro, com foco nas paisagens sonoras associados ao elemento água.

O objetivo deste projeto é construir um arquivo das paisagens sonoras do litoral alentejano, através de um inovador suporte tecnológico, 4Sound, desenvolvido por peritos em acústica da Hungria, Países Baixos e Alemanha.

De acordo com o portal Echo Boomer, os territórios e monumentos visitados no decorrer desta residência artística vão ser o Atlântico, os rios do Mira e do Sado, as lagoas de Santo André, da Sancha e de Melides, os charcos temporários e também o cais palafítico da Carrasqueira e vários aquedutos, fontes e barragens. Ou seja, espaços que são representativos da identidade e do património europeus na sua dimensão sonora.

Esta residência artística contará com criadores, cientistas, gestores culturais e peritos em património cultural e natural provenientes de vários pontos do globo. Destacam-se Poul Holleman (Austrália), Wes Broerse (Hungria), João Loureiro (Portugal), Antonio Jiménez (Espanha), Tessa Nijdam (Holanda) e Jamie Man (Reino Unido).

Estes e outros especialistas lideram um conjunto de atividades de formação e cocriação que estabelecem ligações entre as artes performativas e o fenómeno físico do som, expresso num intenso trabalho de recolha e interpretação das geografias sonoras “in situ”.

Todos estes registos vão estar associados a um conjunto de obras (composições musicais, instalações, peças literárias, land art, etc.) que refletem sobre o papel da água na vida das comunidades humanas.

Em Portugal, o projeto Sonotomia incide, particularmente, nos ecossistemas aquáticos e nos ambientes que fazem a transição destes meios para os ecossistemas terrestres, destacando a sua função essencial na defesa dos mais diversos suportes de vida e a sua relevância paisagística. Os resultados deste trabalho criativo serão depois alvo de estreias nas próximas edições do Festival Terras sem Sombra.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.